País

E se a tragédia de Beirute tivesse acontecido no porto de Lisboa?

STEVEN GOVERNO

As pontes sofreriam danos e os estragos chegariam à Margem Sul.

As explosões de terça-feira em Beirute destruíram grande parte da capital libanesa. Mas, e se tivesse acontecido no porto de Lisboa, no terminal de contentores de Santa Apolónia?

Raio de 1km: danos severos

No raio de um quilómetro, os edifícios sofreriam danos severos. O Museu do Azulejo seria arrasado e a zona de Alfama também. Mas os danos estender-se-iam por um radio de mais 10 quilómetros.

Raio de 10km: os prejuízos

Toda a área nesse raio seria afetada, incluindo as pontes 25 Abril e Vasco da Gama e, na Margem Sul, de Almada até ao Samouco.

O Aeroporto de Lisboa também sofreria estragos consideráveis. Seria expectável que prédios em Algés, na Amadora, em Odivelas e em Sacavém sofressem danos.

Para evitar que cenários destes se tornem realidade, a legislação europeia não permite este tipo de armazenamento de substâncias perigosas em zonas sensíveis nem em condições precárias.

Veja também: