País

Proteção Civil explica circunstâncias da morte do bombeiro em Oliveira de Frades

Duarte Costa apela à necessidade de tolerância zero no uso do fogo.

O Comandante Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) explicou as circunstâncias da morte do bombeiro em Oliveira de Frades. Duarte Costa falou ainda na necessidade de haver tolerância zero no uso do fogo.

Um bombeiro morreu esta segunda-feira por inalação de fumo durante o combate às chamas em Antelas, Oliveira de Frades.

Pedro Daniel Ferreira, um bombeiro de 38 anos da corporação de Oliveira de Frades, estava desaparecido desde o início da tarde.

  • Medo, solidão e falta de afetos: como a pandemia lhes mudou a vida

    Coronavírus

    No Dia Internacional do Idoso, contamos a história de duas pessoas que têm em comum a solidão. A de Zulmira Marques, de 92 anos. Há 6 meses era alegre e passeava com as amigas quase todos os dias. Depois veio a pandemia e ficou “completamente sozinha” durante três meses. Agora não quer sair de casa. Tem vários medos. A outra é a de Maria do Céu. Morreu em junho, aos 87 anos. Os últimos dias de vida foram passados numa cama de hospital. Não pôde despedir-se das duas filhas.

    Rita Rogado