País

Desaparecimento de Noah. Terrenos acidentados dificultam operações de busca

Explicações do comandante dos bombeiros de Idanha-a-Nova.

O comandante dos Bombeiros de Idanha-a-Nova confirmou esta quinta-feira que o terreno é acidentado e complica as operações de busca. João Costa afirmou ainda existem vários poços na região, alguns abandonados.

Equipas de mergulhadores foram chamadas esta quinta-feira a Proença-a-Velha para participarem nas buscas por Noah, o menino de dois anos desaparecido ontem. Durante a noite, os militares da GNR estiveram a identificar linhas e pontos de água que serão batidos agora por esses operacionais.

Foram também encontradas peças de roupa da criança, nomeadamente, uns calções, uma fralda e uma bota a cerca de 800 metros de onde tinha sido encontrada a t-shirt que o menino usava. A camisola estava junto a uma margem do rio Torto e as restantes peças de roupa foram encontradas do outro lado da margem, um alinhamento que tem suscitado dúvidas às autoridades.

No terreno estão 127 elementos, desde militares da GNR a bombeiros e Proteção Civil. Muitos populares também se têm envolvido nas operações de buscas. De modo a organizar os civis, a GNR montou um posto junto à igreja da localidade para coordenar a operação e salvaguardar a segurança dos populares que querem ajudar.

DESAPARECIMENTO DE NOAH. MERGULHADORES FAZEM BUSCAS EM POÇOS E LINHAS DE ÁGUA