País

Operação "Cartão Vermelho". Polícias envolvidos em acidente com ferimentos ligeiros

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública explica que, às 22:30 de quarta-feira, dois agentes da PSP que se deslocavam de Braga para o Porto numa viatura policial foram intervenientes num acidente rodoviário.

Os dois polícias envolvidos num acidente rodoviário na noite de quarta-feira, em Braga, durante as diligências do caso que envolve o presidente do Benfica sofreram ferimentos ligeiros e não necessitaram de ser hospitalizados, indicou hoje a PSP.

Segundo a PSP, a viatura policial foi embatida por uma outra que circulava sem luzes, na estrada nacional 205, na zona de Vila Verde, distrito de Braga, que "foi de imediato intercetada e o acidente registado", tendo-se constatado que circulava também sem seguro de responsabilidade civil válido.

A PSP refere que os dois polícias, que tinham participado na operação coordenada pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) que decorreu na quarta-feira também em Braga, foram assistidos no Hospital de Braga, encontrando-se com ferimentos ligeiros, mas sem necessidade de internamento.

Hoje à entrada do tribunal criminal de Lisboa, o inspetor tributário Paulo Silva disse que todas as diligências do caso que envolvem o presidente do Benfica foram concretizadas, mostrando-se satisfeito com o trabalho realizado, mas preocupado com elementos da investigação que sofreram um acidente rodoviário.

O empresário e presidente do Benfica Luís Filipe Vieira foi um dos quatro detidos na quarta-feira numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros, com prejuízos para o Estado e algumas sociedades.

Para esta investigação foram cumpridos 44 mandados de busca a sociedades, residências, escritórios de advogados e uma instituição bancária em Lisboa, Torres Vedras e Braga.

Um dos locais onde decorreram buscas foi a SAD do Benfica que, em comunicado, adiantou que não foi constituída arguida.

Sem os identificar, o DCIAP informou que foram detidos um dirigente desportivo, dois empresários e um agente do futebol.

Veja também: