País

Rangel anuncia candidatura e diz que PSD não pode "ser mais o partido da espera"

FERNANDO VELUDO

As eleições diretas do PSD foram marcadas para 4 de dezembro.

O eurodeputado Paulo Rangel anunciou esta quinta-feira a sua candidatura à liderança do PSD perante o Conselho Nacional, dizendo que o partido tem de deixar de ser "da espera" e passar a ser "da esperança".

"Não podemos ser mais o partido da espera, da espera em cair de maduro. Temos de ser o partido da esperança", afirmou, de acordo com relatos de conselheiros nacionais presentes na reunião à porta fechada.

"Que o dia 4 de dezembro represente a fecundação do partido que seja capaz de criar esperança", afirmou, dizendo que muito brevemente apresentará publicamente a candidatura.

As eleições diretas do PSD foram hoje marcadas para 4 de dezembro e o Congresso vai realizar-se entre 14 e 16 de janeiro, em Lisboa.