País

Operação Fora de Jogo: os quatros agentes na mira da Justiça

Loading...

Um dos principais focos da Operação Fora de Jogo são os agentes de futebol, como é o caso de Jorge Mendes.

O Ministério Público quer perceber os destinos das comissões milionárias que são pagas nas transferências por jogadores, bem como as tributações das mesmas.

Os escritórios da Gestifute, empresa de Jorge Mendes, foram alvos das buscas esta quarta-feira. Os investigadores procuram documentos que ajudem a perceber o porquê de Jorge Mendes receber comissões milionárias em negócios de transferências, mesmo quando não é o representante oficial dos jogadores.

Nesse sentido, surgiram investigações a Deco, ex-jogador, por causa de negócio com o empresário da Gestifute. O jogador Tapsobá, agenciado por Deco, saiu do Vitória de Guimarães para o Bayern Leverkusen, e Jorge Mendes intermediou a transferência e terá recebido uma comissão.

Outro empresário envolvido na Operação Fora de Jogo é Bruno Macedo, agente envolvido na venda dos direitos televisivos do FC Porto à Altice e responsável pela chegada a Portugal de muitos jogadores brasileiros. O agente está a ser investigado nos processos Cartão Azul e Cartão Vermelho e chegou a ser detido no mesmo dia que Luís Filipe Vieira.

Pedro Pinho, empresário com fortes ligações ao FC Porto, também é visado e foi alvo de buscas. Para além dos negócios com o FC Porto, também participou no negócio da venda dos direitos televisivos.

SAIBA MAIS

Últimas Notícias
Mais Vistos