País

Ordem dos Médicos espera que o novo ministro da Saúde "faça acontecer"

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos.
Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos.
JOSÉ COELHO
“A saída da senhora ministra do Governo é uma decisão dela e que só ela pode explicar aos portugueses”, afirmou Miguel Guimarães.

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) disse hoje que só o primeiro-ministro, António Costa, e a ministra da Saúde, Marta Temido, podem explicar o porquê da demissão da titular da pasta da Saúde e que para o cargo se pretende alguém que "faça acontecer".

Em declarações à agência Lusa, Miguel Guimarães referiu que para o Ministério da Saúde se pretende "um ministro que faça acontecer e que resolva os problemas que afetam a saúde em Portugal e que de uma forma transversal afetam todos os portugueses".

"A saída da senhora ministra do Governo é uma decisão dela e que só ela pode explicar aos portugueses. E só o senhor primeiro-ministro pode explicar porque aceitou de imediato esta demissão", referiu, a propósito do pedido de saída do Governo de marta Temido, conhecido hoje de madrugada.

Para Miguel Guimarães falta saber se a saída de Temido se deve "ao facto de já não ter alternativas para resolver os graves problemas da saúde em Portugal".

"Ou foi porque o Governo não lhe deu condições para executar as medidas estruturais que eventualmente poderia querer fazer no Serviço Nacional de Saúde", questionou.

Em declarações à SIC Notícias, Miguel Guimarães sublinha que a crise que o SNS atravessa estará na origem do pedido de demissão.

“Há uma crise muito grande no Serviço Nacional de Saúde, uma crise que se arrasta já há bastante tempo e que não tem tido nenhumas soluções”, afirmou.

Loading...

A ministra da Saúde, Marta Temido, apresentou hoje a demissão por entender que "deixou de ter condições" para exercer o cargo, demissão que foi aceite pelo primeiro-ministro, António Costa.

Loading...
Últimas Notícias