Desporto

Presidente do Famalicão sabia das denúncias de assédio sexual contra Miguel Afonso

Exclusivo SIC

Loading...
A SIC teve acesso a uma troca de mensagens, por onde foram enviadas imagens das conversas entre o treinador e as jogadoras do Rio Ave.

A SIC teve acesso a mensagens que provam que o presidente do Famalicão e o coordenador técnico do futebol feminino tiveram conhecimento das denúncias de assédio sexual contra o treinador Miguel Afonso, no início de Setembro. Quando o caso foi tornado público, o clube garantiu que "não tinha conhecimento de nenhuma acusação".

A denuncia chegou à estrutura do Famalicão no dia da apresentação de Miguel Afonso, o novo treinador. No dia 6 de setembro, um agente desportivo reuniu com Helder Baptista, coordenador técnico do Famalicão.

A SIC sabe que, durante o encontro, este dirigente do Famalicão teve conhecimento das denuncias contra Miguel Afonso e acesso a imagens de conversas entre o treinador e jogadoras do Rio Ave, que comprovam o assédio sexual

No dia seguinte, 7 de setembro, o coordenador técnico garante que a informação chegou a toda a estrutura: "Em nome da direção e em meu pessoal agradeço o alerta e a partilha da informação. Informei a direção." No dia seguinte houve uma reunião no Famalicão durante a manhã.

A SIC teve acesso a esta troca de mensagens que mostra que o coordenador técnico do futebol feminino recebeu 10 imagens de conversas de Miguel Afonso que comprovam o assédio sexual a jogadoras.

O caso só vem a público três semanas depois. Na primeira reação à notícia do Público, o Famalicão garantiu que entre o "momento da contratação do técnico e até ao dia de hoje, o Famalicão não tem conhecimento de nenhuma acusação que recaia sobre o técnico Miguel Afonso”.

Contactada pela SIC, a direção do clube diz agora que, se alguém na estrutura tinha as mensagens, a direção não tinha conhecimento. Garante que só soube do conteúdo das mensagens, quando foram reveladas pelos jornalistas.

Últimas Notícias