Desporto

Cristiano Ronaldo diz que donos do Manchester United "não querem saber" do clube

Cristiano Ronaldo diz que donos do Manchester United "não querem saber" do clube
Armando Franca
Declarações feitas na polémica entrevista a Piers Morgan.

O jogador português Cristiano Ronaldo afirmou que os donos do Manchester United, Joel e Avram Glazer, "não querem saber" do clube.

As declarações do internacional português foram feitas na polémica entrevista concedida a Piers Morgan, na qual não poupou críticas ao Manchester United e ao seu treinador.

"Os donos do clube, os Glazers, não querem saber do clube", disse Ronaldo no mais recente vídeo da entrevista, que será emitida na íntegra esta semana.

"Quero dizer, [em relação ao] desporto profissional. Como sabes, o Manchester [United] é um clube de marketing. Eles vão receber o seu dinheiro através do marketing – do desporto, eles não se importam realmente, na minha opinião."

O futebolista português disse ainda que "nunca" falou com os donos e revelou o seu medo de que o clube continue atrás dos rivais, Manchester City e Liverpool, nos próximos anos.

"Os fãs estão sempre certos e acho que deviam saber a verdade. [Os fãs] deviam saber que os jogadores... nós queremos o melhor para o clube", afirmou o jogador de 37 anos.

"Sinto-me traído"

Numa entrevista arrasadora concedida a Piers Morgan, Cristiano Ronaldo não poupou críticas ao Manchester United e ao seu treinador. "Sinto-me traído", disse, revelando que tanto o técnico como altos dirigentes do clube queriam que o português saísse do Manchester United.

"Senti que algumas pessoas não me querem aqui, não só este ano, mas também no ano passado", acrescentou.

Loading...

Na longa entrevista, o avançado declarou não ter respeito pelo treinador, por considerar que este não o respeita.

"Não tenho respeito, porque ele não me respeita. Se não me respeitas, nunca te respeitarei", afirmou.

A falta de melhorias nas instalações e de avanços tecnológicos são outros dos defeitos encontrados pelo avançado.

"Não vejo evolução no clube desde que saiu Alex Ferguson, a progressão é zero. (...) O ginásio, a piscina... estão parados no tempo, o que me surpreendeu bastante", lamentou.

As críticas estenderam-se a Ralf Rangnick, um de três treinadores que encontrou nesta segunda passagem por Manchester.

"Se nem sequer és treinador, como podes ser o líder do Manchester United? Nunca tinha ouvido falar dele", declarou.

Cristiano Ronaldo queixou-se ainda de "falta de empatia" para com ele, quando perdeu um dos filhos no parto de Georgina Rodríguez, nascendo apenas um dos gémeos, e que o clube tenta pintá-lo como "a ovelha negra" do plantel. Quem 'escapou' às críticas foram os adeptos dos ingleses.

"São o mais importante do futebol e joga-se para eles. Estão sempre do meu lado, são tudo para mim. Por isso, dei esta entrevista, é o momento adequado para dizer o que penso", acrescentou.

Últimas Notícias
Mais Vistos