Economia

Subidas constantes de preços preocupam comerciantes e clientes

Loading...

Poucos clientes nas mercearias de bairro em Aveiro, fazem deste um dos piores janeiros dos últimos anos.

Os preços do cabaz essencial continuam altos e a preocupar comerciantes e clientes. A inflação tem gerado maior contenção na hora de comprar. Quem vende tem receio de que os próximos meses sejam ainda mais fracos para o negócio.

É segunda-feira de manhã e os minimercados estão vazios. Sinal de um janeiro ainda pior do que os janeiros maus de outros anos. Nestas pequenas mercearias de Aveiro, entra um ou outro cliente e levam mesmo muito pouco.

Dizem as estatísticas que a inflação é superior a 9%. Atrás do balcão, o que se nota é um agravamento bem maior. Subiram os preços do pão, das bananas, das alfaces, das cenouras. Sobem praticamente todos, todas as semanas.

Sem perspetiva de abrandar, o aumento de preços no cabaz essencial afasta os clientes. Sem clientes, será muito difícil manter as portas abertas, nestes pequenos negócios de bairro.

Últimas Notícias
Mais Vistos