Coronavírus

Dois novos casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal

China Daily CDIC

Estes são o oitavo e nono casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal.

Especial Coronavírus

Há mais dois casos suspeitos de infeção por coronavírus em Portugal.

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, trata-se de dois doentes que regressaram da China. Um deles foi encaminhado para o Hospital Curry Cabral, em Lisboa. A outra paciente, uma estudante portuguesa de 21 anos, deu entrada no Hospital de Penafiel num primeiro momento e foi depois transferida para o Hospital São João, no Porto.

As unidades de Lisboa e do Porto são hospitais de referência para estas situações.

Os doentes ficam internados e serão realizadas colheitas de amostras biológicas para análise pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge.

Estes são o oitavo e nono casos suspeitos de infeção em Portugal. Todos os outros deram negativo para a presença do novo coronavírus.

As suspeitas surgem no dia seguinte aos 20 repatriados de Wuhan, a cidade chinesa onde foi detetado o surto de coronavírus, terem saído do isolamento voluntário, no Hospital Pulido Valente. Os 18 portugueses e duas brasileiras estão de volta à vida normal e sem restrições, depois de estarem em isolamento voluntário durante 14 dias.

INEM garante estar preparado para o transporte de doentes com coronavírus

O INEM garante que está preparado para o transporte de doentes com coronavírus, com material adequado e em condições, estando os profissionais a receber formação para o manusear, uma posição contestada pelo sindicato, que pede apoio à tutela.

Em declarações à SIC, o Instituto Nacional de Emergência Médica diz que até agora só teve conhecimento de uma máscara danificada, que assegurou ter sido substituída.

As declarações surgem após uma denúncia do Sindicado dos Técnicos de Emergência Pré-Hospitalar, que diz que o INEM fez chegar às 54 bases de emergência equipamento de proteção contra o coronavírus danificado e em número reduzido.

DGS garante que existe arsenal terapêutico para lidar com o coronavírus

A Direção Geral da Saúde garante que existe um arsenal terapêutico para lidar com o coronavírus, mas lembra que é preciso reforçar as medidas de prevenção nas alturas mais críticas da propagação de um vírus.

Coronavírus

Desde que foi detetado na cidade chinesa de Wuhan, em dezembro do ano passado, o coronavírus já provocou 1.670 mortos e infetou quase 70 mil pessoas a nível mundial. A maioria dos casos ocorreu na China.

Além das vítimas mortais na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão, um em França e um em Taiwan.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Veja também:

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS

A Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, criou, em conjunto com outras entidades, um mapa interativo que permite acompanhar a evolução do coronavírus no mundo.

  • Número de recuperados da Covid-19 em Portugal quase duplica

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 16 óbitos e 452 infetados em relação a ontem. A taxa de aumento diário de casos é de 4%, a mais baixa desde o início da pandemia. O número de recuperados subiu de 75 para 140. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes associadas ao novo coronavírus, o valor mais baixo num só dia desde 24 de março. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias