Coronavírus

Português infetado pelo coronavírus revoltado com a situação no navio

Português infetado pelo coronavírus revoltado com a situação no navio

Adriano Maranhão sente-se revoltado com a falta de apoio, depois de ontem ter estado várias horas sem comer.

Especial Coronavírus

Ainda não saiu do navio atracado em Yokohama, no Japão, o primeiro português infetado pelo novo coronavírus covid-19.

Este canalizador, que trabalha no cruzeiro que está de quarentena, tinha indicações de que hoje sairia da embarcação, mas a embaixada portuguesa do Japão já o informou que isso só acontecerá amanhã ou terça-feira.

Sente-se revoltado com a falta de apoio, depois de ontem ter estado várias horas sem comer.

Esta manhã, em declarações à SIC, Adriano Maranhão explicou que os hospitais locais estão lotados e que as autoridades japonesas estão à procura de uma solução.

Adriano Maranhão, de 41 anos, natural da Nazaré e que faz parte da tripulação do Diamond Princess, não acredita que a saída da embarcação aconteça hoje.

Está isolado na cabine desde que uma análise à saliva confirmou a infeção, mas para já não apresenta sintomas da doença.

O navio está em quarentena desde o início do mês e pelo menos 623 pessoas a bordo já foram diagnosticadas com o Covid -9, três morreram.

Entretanto, as autoridades japonesas já confirmaram que o português tem uma infeção por coronavírus.

Mulher de Adriano Maranhão indignada por marido não estar a ser tratado

Emanuelle Maranhão queixa-se de falta de acompanhamento por parte dos responsáveis pela embarcação.

O português infetado com o novo coronavírus Covid-19 ainda está isolado na sua cabine, sem receber qualquer tratamento médico.

A confirmação oficial da infeção do português pelo novo coronavírus Covid-19 chegou esta manhã ao Ministério dos Negócios Estrangeiros através das autoridades japonesas.

Perante a possibilidade, e ainda antes confirmção oficial, o Presidente da República foi cauteloso.

Veja também:

Mapa interativo mostra em tempo real os países afetados pelo coronavírus

A Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, criou, em conjunto com outras entidades, um mapa interativo que permite acompanhar a evolução do coronavírus no mundo.

  • Espanha ultrapassa as 8 mil mortes. Quase 800 mil infetados no mundo

    Coronavírus

    Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 849 mortes por Covid-19, o valor mais alto num só dia desde o início da pandemia. O balanço de vítimas do novo coronavírus em território espanhol ascende agora a 94.417 infetados e 8.189 vítimas mortais. Em termos globais, há quase 800 mil pessoas infetadas e mais de 38 mil vítimas mortais. Portugal regista 140 mortes e 6.408 casos. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias