Coronavírus

Não use vodka para desinfetar as mãos

Vasily Fedosenko

Nos EUA, têm surgido versões caseiras para conseguir um desinfetante para proteger contra o coronavírus.

Especial Coronavírus

Com a propagação do coronavírus, que já infetou mais de 100 mil pessoas em todo mundo, estão a ser aplicadas várias medidas de prevenção de contágio. Entre elas a utilização de máscaras e gel desinfetante, o que levou as pessoas a uma corrida às farmácias e supermercados.

Uma vez que é cada vez mais difícil encontrar este tipo de produtos, têm surgido algumas alternativas que podem ser feitas em casa, no caso do gel.

Nos Estados Unidos, a Tito's Vodka, que tem a sua fábrica de produção no Texas, teve de esclarecer alguns dos internautas que partilharam no Twitter a informação de que era possível fazer o gel utilizando a sua vodka.

Num comunicado publicado através do Twitter da empresa, foi garantido que a Tito's Vodka não serve como componente para produzir gel para desinfetar as mãos, porque contém apenas "40% de álcool e não 60%" que é o valor indicado pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças.

Tal como a Organização Mundial de Saúde recomendou, a Tito´s Vodka refere ainda que a melhor maneira de nos "livrarmos dos germes é a lavar as mãos com água e sabão"

RECOMENDAÇÕES PARA PREVENIR O CONTÁGIO

Algumas das recomendações à população pela Organização Mundial da Saúde e pela Direção-geral da Saúde portuguesa:

  • Lavagem frequente das mãos com detergente, sabão ou soluções à base de álcool;

  • Ao tossir ou espirrar, fazê-lo não para as mãos, mas para o cotovelo ou para um lenço descartável que deve ser deitado fora de imediato;

  • Evitar contacto próximo com quem tem febre ou tosse;

  • Evitar contacto direito com animais vivos em mercados de áreas afetadas por surtos;

  • Deve ser evitado o consumo de produtos de animais crus, sobretudo carne e ovos;

  • Em Portugal, caso apresente sintomas de doença respiratória e tenha viajado de uma área afetada pelo novo coronavírus, as autoridades aconselham a que contacte a Saúde 24 (808 24 24 24). Caso se dirija a uma unidade de saúde deve informar de imediato o segurança ou o administrativo.

Veja mais: