Coronavírus

Espanha com 47 mortos e 2002 casos positivos de Covid-19

JUAN CARLOS HIDALGO

31 das 47 pessoas falecidas com a epidemia, ou seja cerca de 66%, morreram em Madrid.

Especial Coronavírus

Espanha registou até hoje 47 mortos provocados pelo novo coronavírus (+11) e 2.002 pessoas estão infetadas (+363), a maior parte na região de Madrid, segundo a atualização dos números feita pelo Ministério da Saúde espanhol.

Segundo os números avançados, dos 2002 casos positivos, cerca de 50% concentram-se em Madrid, e cerca de 78% nas quatro comunidades autónomas mais atingidas: Madrid, País Basco, La Rioja e Catalunha.

Por outro lado, 31 das 47 pessoas falecidas com a epidemia, ou seja cerca de 66%, morreram em Madrid, a região para onde são levados muitos dos acasos mais graves.

Espanha já é o segundo país europeu com mais infetados

O diretor do Centro de Coordenação de Alertas de Saúde e Emergências, Fernando Simon, também assinalou que há 126 pessoas em unidades de cuidados intensivos, 81% delas na Comunidade de Madrid, e que já houve 136 pacientes que foram considerados curados depois de terem apanhado a doença.

O Presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, anunciou hoje a convocação da Conferência de Presidentes das comunidades autónomas para o próximo sábado, por videoconferência, para abordar a crise do coronavírus.

Em Espanha, as comunidades autónomas têm competência próprias em matéria de política de saúde e tomam medidas, que são anunciados diariamente, independentemente das decididas pelo Governo central.

Por exemplo, Madrid ordenou o encerramento de bibliotecas, teatros, centros culturais e centros desportivos municipais durante quinze dias, a partir da próxima quinta-feira.

Esta decisão vem juntar-se ao encerramento de infantários, escolas, colégios e universidades que se aplica a partir de amanhã de hoje.

A comunidade autónoma da Catalunha também anunciou hoje que a partir de quinta-feira e durante quinze dias, prorrogáveis de acordo com as circunstâncias, qualquer atividade que reúna mais de mil pessoas, seja aberta ou fechada, será suspensa ou adiada.

O presidente da Generalitat (Governo regional) da Comunidade Valenciana, Ximo Puig, também anunciou na terça-feira o adiamento para data a comunicar posteriormente das Fallas, festa típica de Valência muito conhecida em Espanha, que iriam ter lugar de 15 a 19 de março próximo devido, também, à epidemia do coronavírus.

A epidemia de Covid-19 foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.200 mortos.

Portugal regista 41 casos confirmados de infeção, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Veja também: