Coronavírus

Futebol na Alemanha à porta fechada depois de caso positivo de coronavírus em jogador

Peter Steffen

O jogador do Hannover não tinha sintomas, mas esteve com uma pessoa que estava infetada.

Especial Coronavírus

Os encontros da 26.ª jornada da liga alemã de futebol, agendados para este fim de semana, vão ser todos disputados à porta fechada, com medida de prevenção do Covid-19, anunciou hoje a federação alemã (DFB).

Esta decisão estende-se aos jogos do segundo escalão e do terceiro escalão, depois de Timo Hubers, jogador do Hannover, emblema que disputa a 'Bundesliga 2', ter sido diagnosticado com o novo coronavírus.

No seu site oficial, a DFB explicou que a medida poderá abranger mais jornadas das três competições, dependendo da evolução do Covid-19 em todo o país.

Isto significa que, pela primeira vez na história da Alemanha, todos as partidas da 'Bundesliga' vão ser disputados sem público, situação que já começa a ser apelidada de 'jogos fantasma' pela imprensa local.

Entretanto, o Hannover revelou que Hubers foi colocado de quarentena em sua casa e que todos os seus colegas de equipas foram submetidos a exames, como medida de prevenção.

"Ele (Hubers) comportou-se de forma exemplar. Não teve sintomas, mas quando soube que tinha estado com uma pessoa que estava infetada, prontamente consultou um médico e entrou de forma imediata em quarentena", afirmou o técnico do Hannover, Gerhard Zuber.

O treinador adiantou ainda que o defesa não esteve em contacto com ninguém no clube e, por isso, espera que todos os resultados dos exames sejam negativos.

A epidemia foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.200 mortos.

Cerca de 117 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 631 mortos e mais de 10.100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.

Veja também: