Coronavírus

Itália regista 47 mortos por Covid-19 em 24 horas, menor número diário desde março

Reabertura da Pinacoteca di Brera em Milão.

MATTEO CORNER / EPA

O número total de vítimas mortais em Itália aumenta assim para 33.964.

Especial Coronavírus

Itália registou 47 mortos com coronavírus e 283 novos casos de contaminação nas últimas 24 horas, a maioria na região da Lombardia (norte), anunciou hoje a Proteção Civil.

Trata-se do menor número de mortes num só dia desde o início de março, quando começaram a ser revelados os dados da pandemia.

A Proteção Civil italiana explicou que, ao número de mortes hoje anunciado, é preciso acrescentar mais 32, comunicados hoje pela região de Abruzzo, mas relativos a dias anteriores.

O número total de vítimas mortais em Itália aumenta assim para 33.964.

Segundo a mesma fonte, nas últimas 24 horas não se registaram mortes em dez regiões do país: Campania, Trentino Alto Adige, Sicilia, Friuli Venecia Giulia, Umbria, Cerdeña, Valle de Aosta, Calabria, Molise e Basilicata.

No total, 235.561 pessoas foram contagiadas com o novo coronavírus desde o início da epidemia no país, dia 21 de fevereiro, quando foi detetado o primeiro caso.

A região mais afetada é a Lombardia, que concentra a maioria das infeções e onde hoje se registaram 192 dos 283 casos.

O ministro da Saúde italiano, Pierpaolo Sileri, estimou hoje que o confinamento tenha permitido salvar 600.000 vidas em Itália, mas alertou que é preciso continuar a seguir as regras.

A ministra do Interior, Luciana Lamorgese, pediu por seu lado às autoridades locais que "reforcem os controlos nos locais noturnos" e sublinhou "a importância da sensibilização para levar a um comportamento responsável, capaz de evitar o risco de uma nova vaga da infeção".

Mais de 406 mil mortos e 7,1 milhões infetados em todo mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 406.466 pessoas e infetou mais de 7.130.550 em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan., segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais até às 12:00 de Lisboa.

Pelo menos 3.124.800 foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

Os países mais atingidos:

  • Estados Unidos são o país mais afetado com 111.007 mortos e 1.961.185 casos.
  • Reino Unido, com 40.597 mortes em 287.399 casos
  • Brasil com 37.134 mortes (707.412 casos
  • Itália com 33.964 mortes (235.278 casos)
  • França com 29.209 mortes (191.185 casos).
  • China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou 83.043 casos (três novos entre segunda-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 78.351 curados.

A Europa totalizou 184.256 mortes e 2.301.720 casos, Estados Unidos e Canadá 118.900 mortes (2.057.429 casos), América Latina e Caraíbas 67.114 mortes (1.360.947 casos), Ásia 19.996 mortes (712.983 casos), Médio Oriente 10.715 mortes (491.006 casos), África 5.354 mortes (197.823 casos) e Oceânia 131 mortes (8.648 casos).

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), paralisando setores inteiros da economia mundial, num "grande confinamento" que vários países já começaram a aliviar face à diminuição dos novos contágios.

Mais 7 mortes e 421 casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.492 mortes e 35.306 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.485 para 1.492, mais 7, enquanto o número de infetados aumentou de 34.885 para 35.306, mais 421, o que representa um aumento de 1,2%.

O número de casos recuperados subiu de 21.156 para 21.339, mais 183. Há 394 doentes internados, 65 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.

Portugal, com 1.492 mortes registadas e 35.306 casos confirmados é o 25.º país do mundo com mais óbitos e o 31.º em número de infeções.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global