Coronavírus

Reino Unido regista mais 286 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Frank Augstein

Foram diagnosticados mais 1.387 infetados desde o dia anterior.

Especial Coronavírus

O Reino Unido registou mais 286 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, aumentando o total para 40.883, segundo o Ministério da Saúde britânico, mas estatísticas sugerem que o número de óbitos é maior.

O número de casos de contágio aumentou para 289.140, após serem diagnosticados mais 1.387 infetados desde o dia anterior, informou também o Ministério.

No balanço de segunda-feira tinham sido registadas 55 mortes desde o dia anterior, beneficiando da ausência de óbitos na região de Londres, a mais afetada no país, Irlanda do Norte e Escócia, embora seja recorrente os números do fim de semana serem afetados pelo atraso no processo administrativo.

Na segunda-feira, o ministro da Saúde, Matt Hancock, congratulou-se com as "tendências encorajadoras” e os sinais de que "o coronavírus está em recuar” no país.

Mas estatísticas publicadas hoje mostram que 43.248 certidões de óbito em Inglaterra emitidas nas dez semanas até 29 de maio mencionavam covid-19, mais 8.843 do que os valores do Governo para o mesmo período.

Estes números incluem casos suspeitos, enquanto o Governo britânico está a contabilizar apenas as mortes de pacientes cujo diagnóstico com covid-19 foi confirmado por teste.

Segundo o analista do instituto de estatísticas britânico ONS, Nick Stripe, o número total de mortes no conjunto das regiões do Reino Unido (Inglaterra, País de Gales, Escócia e Irlanda do Norte) atribuídas ao novo coronavírus ronda os 50 mil e o excesso de mortalidade está estimado em cerca de 64 mil mortes.

O excesso de mortalidade é a diferença entre a média dos últimos cinco anos e o número registado este ano durante o período da pandemia covid-19 e incluem, não só os óbitos suspeitos e confirmados de covid-19, mas também as restantes mortes que possam ter resultado da crise, como a falta de assistência médica.

Cientistas e ministros britânicos têm defendido que o excesso de mortalidade é a melhor medida do impacto geral da pandemia quando são confrontados com o facto de o Reino Unido ser atualmente o país com o segundo maior número de vítimas no mundo, atrás dos EUA.

Mais de 406 mil mortos e 7,1 milhões infetados em todo mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 406.466 pessoas e infetou mais de 7.130.550 em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan., segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais até às 12:00 de Lisboa.

Pelo menos 3.124.800 foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

Os países mais atingidos:

  • Estados Unidos são o país mais afetado com 111.007 mortos e 1.961.185 casos.
  • Reino Unido, com 40.597 mortes em 287.399 casos
  • Brasil com 37.134 mortes (707.412 casos
  • Itália com 33.964 mortes (235.278 casos)
  • França com 29.209 mortes (191.185 casos).
  • China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou 83.043 casos (três novos entre segunda-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 78.351 curados.

A Europa totalizou 184.256 mortes e 2.301.720 casos, Estados Unidos e Canadá 118.900 mortes (2.057.429 casos), América Latina e Caraíbas 67.114 mortes (1.360.947 casos), Ásia 19.996 mortes (712.983 casos), Médio Oriente 10.715 mortes (491.006 casos), África 5.354 mortes (197.823 casos) e Oceânia 131 mortes (8.648 casos).

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), paralisando setores inteiros da economia mundial, num "grande confinamento" que vários países já começaram a aliviar face à diminuição dos novos contágios.

Mais 7 mortes e 421 casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de 1.492 mortes e 35.306 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.485 para 1.492, mais 7, enquanto o número de infetados aumentou de 34.885 para 35.306, mais 421, o que representa um aumento de 1,2%.

O número de casos recuperados subiu de 21.156 para 21.339, mais 183. Há 394 doentes internados, 65 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos.

Portugal, com 1.492 mortes registadas e 35.306 casos confirmados é o 25.º país do mundo com mais óbitos e o 31.º em número de infeções.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global