Coronavírus

Reino Unido regista mais 151 mortes, menos do que no dia anterior

NEIL HALL

Total de 41.279 óbitos desde o início da pandemia covid-19.

Especial Coronavírus

O Reino Unido registou mais 151 mortes de pessoas infetadas com covid-19 nas últimas 24 horas, aumentando para 41.279 o total de óbitos desde o início da pandemia, informou hoje o ministério da Saúde britânico.

O Reino Unido registou até ao momento 291.409 casos de contágio, mais 1.266 para desde quarta-feira, indicou o ministério.

Na quarta-feira, o balanço do governo tinha dado conta de 245 mortes e 1.000 infetados relativamente ao dia anterior.

Reino Unido rastreou contactos de dois terços dos infetados

O Ministério da Saúde britânico revelou hoje que 67% das pessoas que testaram positivo a covid-19 forneceram detalhes sobre os seus contactos na primeira semana de funcionamento do novo sistema de rastreamento para conter a pandemia no Reino Unido.

O primeiro relatório do serviço, que entrou em funcionamento no final de maio, indica que 5.407 das 8.117 pessoas diagnosticadas como infetadas entre 28 de maio e 03 de junho deram informações sobre os seus contactos próximos mais recentes.

Porém, 2.710 pessoas, correspondentes a 33% do total de novos infetados, não conseguiram ser contactadas pelos serviços de rastreamento, seja por telefone, email ou sms.

O sistema de rastreamento de casos de contágio no Reino Unido foi criado para ajudar a controlar a pandemia de covid-19 no Reino Unido, o país com o segundo maior número de mortos a seguir aos EUA.

O objetivo é que as pessoas que testem positivo ao novo coronavírus sejam contactadas pelos funcionários do serviço 'Test and Trace' para que deem informações sobre com quem estiveram recentemente em contacto direto a menos de dois metros de distância e por mais de 15 minutos.

As pessoas identificadas são então instruídas a ficar isoladas em casa durante 14 dias, mesmo que não apresentem sintomas, para evitar a propagação do vírus.

Segundo o relatório publicado hoje, um total de 31.794 contactos foram identificados e 26.985 (85%) foram aconselhadas a auto-isolar-se, mas o serviço de rastreamento não conseguiu chegar a 4.809 pessoas (15%) por não terem respondido aos contactos, ou por terem recusado ficar em isolamento.


Pandemia já causou 416.343 mortos e infetou 7,3 milhões no mundo

A pandemia de covid-19 já causou a morte a pelo menos 416.343 pessoas e infetou mais de 7,3 milhões no mundo, desde que, em dezembro, foi identificada na China, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

Os casos de infeção diagnosticados são agora 7.383.140, em 196 países e territórios, dos quais 3.279.900 foram dados como curados.

Os países mais atingidos:

  • Estados Unidos, com 112.924 mortes e 2.000.464 casos
  • Reino Unido, com 41.128 mortes em 290.143 casos,
  • Brasil com 39.680 mortes (772.416 casos),
  • Itália com 34.114 mortes (235.763 casos)
  • França com 29.319 mortes (191.939 casos).
  • China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau), com 83.057 casos (11 novos entre quarta-feira e hoje), 4.634 mortes (zero novos) e 78.361 curados.

A Europa totalizou 185.886 mortes e 2.336.040 casos, Estados Unidos e Canadá 120.932 mortes (2.097.529 casos), América Latina e Caraíbas 71.915 mortes (1.465.158 casos), Ásia 20.798 mortes (752.547 casos), Médio Oriente 11.046 mortes (512.680 casos), África 5.635 mortes (210.519 casos) e Oceânia 131 mortes (8.667 casos).

No Brasil em cada 100 mil habitantes 367 pessoas estão infetadas

7 mortes e 310 novos casos de Covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de 1.504 mortes e 35.910 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.497 para 1.504, mais 7, enquanto o número de infetados aumentou de 35.600 para 35.910, mais 310, o que representa um aumento de 0,87%

O número de casos recuperados subiu de 21.742 para 22.002, mais 260.

Há 415 doentes internados, menos dois em relação a ontem. 70 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, o mesmo número de quarta-feira.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global