Coronavírus

Covid-19. Doentes do Amadora-Sintra foram dados como prioritários no Santa Maria

O internamento de 13 doentes covid-19 obriga a uma nova adaptação das enfermarias para aumentar o número de camas.

Saiba mais...

Dos 20 doentes que foram transferidos do hospital Amadora-Sintra para o Santa Maria, na noite desta terça-feira, 13 são pacientes covid-19. Devido a um problema no fornecimento de oxigénio, o hospital Amadora-Sintra foi forçado a encaminhar mais de 50 pacientes para diferentes hospitais.

Entre os doentes transferidos para o hospital Santa Maria, 13 estão infetados pelo novo coronavírus. Uma vez que o hospital Santa Maria tinha disponíveis apenas 12 camas dedicadas à covid-19, fonte do hospital disse à SIC que o Centro Hospitalar Lisboa Norte vai adaptar, mais uma vez, a disponibilidade da enfermaria, de forma a aumentar o número de camas.

Apesar de não correrem risco de vida, os doentes oriundos do Amadora-Sintra foram tratados como doentes prioritários, não ficando nas filas de ambulâncias que têm marcado o serviço de urgências deste hospital. Durante o dia poderão chegar mais doentes devido à proximidade entre os dois hospitais.

O Santa Maria tem recebido também doentes de vários hospitais sobrelotados. A região de Lisboa do Tejo tem representado mais de 50% do aumento de novos casos.