Guerra Rússia-Ucrânia

Bombardeamentos russos na região de Kharkiv provocam vários mortos

Bombardeamentos russos na região de Kharkiv provocam vários mortos
SERGEY BOBOK/Getty Imagens
Entre as vítimas há, pelo menos, três crianças.

Pelo menos 11 pessoas morreram, incluindo três crianças, e outras 35 ficaram feridas devido aos bombardeamentos russos na região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, declararam esta quinta-feira as autoridades ucranianas.

Nove das mortes ocorreram na capital, Kharkiv, e outras duas na cidade de Krasnograd, informou Oleh , chefe da Administração Militar regional ucraniana, sublinhando que três dos mortos são crianças.

"A noite passada foi uma das mais trágicas para a província de Kharkiv desde o início da guerra", afirmou Synegubov na rede social Telegram, acrescentando que os "terroristas russos atacaram novamente áreas residenciais pacíficas".

Segundo esta fonte, um míssil russo, provavelmente do tipo "Iskander", atingiu um edifício de três andares no distrito de Saltiv e destruiu-o por completo. Sete pessoas morreram sob os escombros e 17 ficaram feridas, incluindo um rapaz de 11 anos.

Outro míssil atingiu um prédio de quatro andares no distrito de Slobid, disse Synegubov, observando que os esforços de resgate ainda continuam e, até ao momento, duas pessoas morreram e 18 ficaram feridas, incluindo duas crianças.

O chefe da administração militar acrescentou que por volta das 4:00, horário local (2:00 em Lisboa) também houve um ataque à cidade de Krasnograd, cerca de 100 quilómetros ao sul de Kharkiv. Neste ataque, uma dúzia de edifícios foram danificados e dois civis foram mortos, enquanto outros dois ficaram feridos, disse Synegubov.

O oficial militar acrescentou que as tentativas do inimigo de tomar posições ucranianas até agora não tiveram sucesso e terminaram em retiradas, pelo que a Rússia está agora a concentrar-se em bombardear as forças ucranianas com artilharia e múltiplos sistemas de lançamento de foguetes.

Últimas Notícias