Operação Marquês

Sócrates: "Acusações que pesavam sobre mim, e que diziam respeito ao meu Governo, caíram e com estrondo"

Exclusivo SIC

O antigo primeiro-ministro, em declarações exclusivas à SIC, garante que vai defender-se das acusações que restam contra si no processo da Operação Marquês.

José Sócrates não vai ser julgado por nenhum dos crimes de corrupção ligados ao Grupo Espírito Santo, ao Grupo Lena e a Vale do Lobo.

O juiz Ivo Rosa entende que, dos 31 crimes que lhe eram apontados, apenas seis podem ser provados: três de branqueamento de capitais e outros três de falsificação de documento. Mas o magistrado considera que há provas de que Sócrates foi corrompido pelo amigo Carlos Santos Silva, até aqui visto apenas como o testa-de-ferro.

O antigo primeiro-ministro, em declarações exclusivas à SIC, garante que vai defender-se das acusações que restam contra si no processo da Operação Marquês.

"O mais importante foi que aquelas acusações que pesavam sobre mim, e que diziam respeitam ao meu o Governo, todas essas caíram e com estrondo ouvi-se longe"

Sócrates diz ter sido alvo de um campanha de difamação e agressão ao longo destes sete anos e sabe quem foi, mas garante que só falará no momento certo.

Veja também:

  • Regresso ao futuro

    Opinião

    "Queremos assegurar que os novos líderes estão unidos por um conjunto de valores que torna claro que a liderança não é sobre ego" (David Simas, Presidente da Fundação Obama)

    Germano Almeida