País

Nova equipa das Finanças toma posse na segunda-feira em "cerimónia restrita"

INÁCIO ROSA

Novo ministro das Finanças e três novos secretários de Estado assumem os cargos.

Os novos secretários de Estado do Orçamento, Cláudia Joaquim, das Finanças, João Nuno Mendes, e Tesouro, Miguel Cruz, tomarão posse na segunda-feira, juntamente com o novo ministro de Estado e das Finanças, João Leão, numa "cerimónia restrita".

De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, irá dar posse aos governantes pelas 10:00, no Palácio de Belém, em Lisboa, "numa cerimónia restrita e sem outros convidados, dadas as atuais regras de saúde pública".

Esta é a primeira remodelação do XXII Governo, o segundo chefiado por António Costa, e foi desencadeada pela saída de Mário Centeno do cargo de ministro de Estado e das Finanças, a seu pedido, anunciada na terça-feira.

Em simultâneo com a saída de Mário Centeno foi anunciada a sua substituição por João Leão, até agora secretário de Estado do Orçamento, e a respetiva tomada de posse ficou agendada para a próxima segunda-feira.

Nesta recomposição, que não altera a dimensão do Governo, o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, é promovido a Adjunto do novo ministro. Além de Centeno, saem Ricardo Mourinho Félix, o seu secretário de Estado Adjunto e das Finanças, e Álvaro Novo, secretário de Estado do Tesouro.

O XXII Governo Constitucional, um executivo minoritário composto por 19 ministros e 50 secretários de Estado, tomou posse no dia 26 de outubro de 2019, no Palácio da Ajuda, em Lisboa, na sequência da vitória do PS nas eleições legislativas de 06 de outubro, sem maioria absoluta.

De secretário de Estado do Orçamento a ministro das Finanças: João Leão, o "artífice das cativações"

Veja também: