País

Detenção de Luís Filipe Vieira. Rui Costa na linha da frente para assumir a direção do Benfica

O ex-futebolista é um dos seis vice-presidentes do clube.

Luís Filipe Vieira anunciou a suspensão do mandato de presidente do Benfica. Essa notícia levou a que a direção do clube da Luz se reúna esta sexta-feira para decidir os próximos passos.

Rui Costa está na linha da frente para assumir a direção do Benfica, enquanto dura a suspensão de mandato de Vieira. O ex-futebolista é vice-presidente do clube desde as últimas eleições, que ocorreram em outubro de 2020.

Os estatutos das águias indicam que terá de ser o presidente a designar o vice-presidente que o substitua nas ausências e impedimentos. Esse vice-presidente assume funções plenas. No entanto, os estatutos são omissos em caso de suspensão de mandato.

"O Benfica está primeiro, perante os eventos dos últimos dias, no âmbito da operação “Cartão vermelho”, em que sou diretamente visado, e enquanto o inquérito em curso puder constituir um fator de perturbação, suspendo, com efeitos imediatos, o exercício das minhas funções como presidente do Sport Lisboa e Benfica, bem como de todas as participadas do clube", leu o advogado de Luís Filipe Vieira, à porta do Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC).

Segundo os estatutos, o mandato do presidente do Benfica tem a duração de quatro anos e apenas cessaria antecipadamente "por morte, impossibilidade física, perda da qualidade de sócio, perda de mandato nos casos previstos no Artigo 38º, situação de incompatibilidade, renúncia ou destituição".

VEJA MAIS: