País

Ricardo Salgado alega sinais de demência

Defesa do ex-banqueiro quer uma avaliação neurológica.

A defesa de Ricardo Salgado diz que o ex-banqueiro tem vindo a sentir dificuldades e lapsos de memória, desgaste emocional, físico e psicológico.

No requerimento entregue no processo extraído da Operação Marquês, os advogados pedem que Salgado seja sujeito a perícia neurológica para avaliar as capacidades cognitivas do arguido.

Os advogados entendem que é provável que o quadro se agrave com a perda progressiva de capacidades, não só cognitivas, mas também motoras.

Ricardo Salgado é, depois do ex-ministro Armando Vara, o segundo arguido da Operação Marquês a chegar a julgamento. Mas, na verdade, nunca compareceu às sessões no Campus de Justiça.

O ex-banqueiro foi dispensado de estar presente por causa da pandemia e o juiz já disse que a presença só seria obrigatória caso Salgado quisesse falar.