País

Professores em protesto perante "abordagem mercenária" do Governo

Loading...

O protesto dos professores contou com uma adesão de 90% no distrito de Braga.

Os professores continuam em greve por todo o país. Esta quinta-feira, verificaram-se protestos em Braga, Coimbra, Portalegre e em várias cidades algarvias.

Braga foi distrito do quarto dia de greve, pois mais de 1.000 professores estiveram em protesto.

"Este Governo tem uma abordagem mercenária à educação, como tem à saúde, como tem à cultura. Se acham que a educação é cara, experimentem o preço da deseducação", dizia uma professora à SIC.

Em Portalegre, quase todos os professores do agrupamento de escolas do Bonfim concentraram-se à porta da escola Mouzinho da Silveira. Exigem sobretudo a recuperação do tempo de serviço congelado, vagas de acesso ao 5.º e 7.º escalão e mudanças no modelo de recrutamento e colocação de professores.

Sem esperança na nova ronda de negociações com o ministro da Educação, em Coimbra, não foi preciso um sindicato para mobilizar mais uma greve.

Em Faro, professores do agrupamento João de Deus também pararam aos primeiros tempos da manhã.

Últimas Notícias
Mais Vistos