Economia

Bitcoin valoriza quase 4% e ultrapassa os 50.000 dólares

É a primeira vez desde maio que a bitcoin ultrapassa esse valor.

A bitcoin, a criptomoeda mais utilizada, valorizou-se esta segunda-feira quase 4%, ultrapassando a barreira dos 50.000 dólares (42.700 euros), o que não acontecia desde maio.

A criptomoeda ronda os 50.175 dólares (42.850 euros), embora, em alguns momentos da sessão, se tenha aproximado dos 50.440 dólares (43.080 euros).

A bitcoin registou subidas consideráveis em três das últimas quatro sessões: Valorizou 4,6% na quinta-feira e 4,5% na sexta-feira, tendo mantido a tendência ascendente no sábado, com uma subida de 0,7%.

Após o hiato de domingo, dia em que desvalorizou 1,2%, a criptomoeda voltou hoje a subir, embora se mantenha ainda longe do seu recorde histórico de 64.869 dólares (55.400 euros), alcançado em abril.

► Veja mais:

  • Vamos falar de jejum: era capaz de ficar 16 horas por dia sem comer?

    País

    O jejum intermitente é um regime alimentar que impõe um período de restrição alimentar. Existem vários modelos, mas o mais conhecido é dividido em 16 horas de jejum e oito horas em que pode comer livremente. Os especialistas reconhecem benefícios nesta prática, mas afirmam que a investigação científica ainda é escassa.

    Exclusivo Online

    Filipa Traqueia