Coronavírus

OMS avisa que pandemia “não está controlada, está a piorar”

OMS avisa que pandemia “não está controlada, está a piorar”

Em todo o mundo, há já mais de 12 milhões de casos confirmados de Covid-19 e 549.451 mil mortos.

Especial Coronavírus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) avisa que o novo coronavírus não está sob controlo na maior parte do mundo.

O diretor-geral da OMS afirma que a pandemia continua a crescer. Tedros Adhanom Ghebreyesus diz também que a maioria dos países ainda não encontrou forma de a controlar e gerir.

Para o representante, a pandemia evidenciou as desigualdades entre países, sobretudo a nível social e dos sistemas de saúde.

A OMS anuncia ainda que vai criar um comité independente para avaliar a resposta à pandemia. Tedros Ghebreyesus, afirmou que a ex-primeira-ministra da Nova Zelândia Helen Clark e a ex-Presidente da Libéria Ellen Sirleaf vão presidir ao comité, que deverá apresentar um relatório preliminar em novembro e o definitivo em maio de 2021, durante a Assembleia Mundial da Saúde.

O Painel Independente para a Resposta e Preparação de Pandemias irá concretizar a resolução aprovada pelos Estados-membros da organização durante a sua última assembleia geral, em que se defendia "uma avaliação independente e completa das lições aprendidas com a resposta sanitária internacional à Covid-19", afirmou.

Em todo o mundo, há já mais de 12 milhões de casos confirmados e 549.451 mil mortos.

Portugal com mais 13 mortes e 418 novos casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de um total de 1.644 mortes e 45 277 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

São mais 13 vítimas mortais e mais 418 novos casos de infeção nas últimas 24 horas.

Lisboa e Vale do Tejo, com 21.584 infetados, permanece como a região onde se regista o maior número de novos casos, 328 nas últimas 24 horas.

Espanha enfrenta novos surtos. Catalunha torna obrigatório uso de máscara

A Catalunha decretou o uso obrigatório de máscara e quem não cumprir será multado. A região enfrenta um novo surto que obrigou o govenro a dar passos atrás na reabertura.


A Europa procura a unidade que o coronavírus dissipou, ao mesmo tempo que na Sérvia pedir aos cidadãos para que regressem ao confinamento é pedir-lhes que se revoltem.