Coronavírus

UE reserva 300 milhões de doses da potencial vacina da Sanofi contra a Covid-19

Thomas Peter

Depois de comprovado que a vacina da farmacêutica francesa é segura e eficaz, a Comissão Europeia avançará com a compra em nome de todos os Estados-membros.

Especial Coronavírus

A Comissão Europeia anunciou hoje ter fechado conversações com a farmacêutica francesa Sanofi para um acordo de compra antecipada de 300 milhões de doses de uma futura vacina contra a covid-19 destinada à União Europeia (UE).

"A Comissão Europeia concluiu conversações com uma empresa farmacêutica para adquirir uma potencial vacina contra a covid-19", anuncia o executivo comunitário numa informação hoje divulgada.

Bruxelas indica que, "uma vez comprovado que a vacina [a ser desenvolvida pela francesa Sanofi] é segura e eficaz" contra o novo coronavírus, a instituição avançará com "um quadro contratual para a compra de 300 milhões de doses, em nome de todos os Estados-membros da UE".

Em causa está um acordo de compra antecipada que será financiado com o Instrumento de Apoio de Emergência, mas cuja verba não é mencionada.

Além da Sanofi, a Comissão Europeia continua em "prossegue intensas discussões com outros fabricantes de vacinas", de acordo com a nota de imprensa.

A presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen, vinca no comunicado que a instituição está a "fazer tudo o que está ao seu alcance para assegurar que os europeus tenham acesso rápido a uma vacina que seja segura e os proteja do coronavírus", pelo que o anúncio de hoje é "o primeiro passo importante de uma Estratégia Europeia de Vacinas muito mais ampla".

"Mais se seguirá em breve", assegura a responsável alemã, indicando que a Comissão Europeia está em "discussões avançadas com várias outras empresas".

"Embora não saibamos hoje qual a vacina que funcionará melhor no final, a Europa está a investir num portfólio diversificado de vacinas promissoras, com base em vários tipos de tecnologias", o que "aumenta as nossas hipóteses de obter rapidamente um tratamento eficaz contra o vírus", adianta Ursula von der Leyen.

Até ao momento, Bruxelas já angariou quase 16 mil milhões de euros ao abrigo da Resposta Global contra o Coronavírus, uma iniciativa global que visa o acesso universal a testes, tratamentos e vacinas, que tem juntado líderes europeus e de países terceiros, entidades internacionais e ainda a sociedade civil.

Mais de 150 vacinas em desenvolvimento

Os números são da Organização Mundial de Saúde que, apesar dos avanços da ciência, não espera que possa haver uma vacina aprovada e disponível antes dos primeiros meses de 2021.

Portugal com 1.735 mortes e 51.072 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta sexta-feira a existência de 1.735 mortes e 51.072 casos de Covid-19 em Portugal, desde o início da pandemia.

O número de óbitos subiu, de ontem para hoje, de 1.727 para 1.735, mais oito em relação a ontem, enquanto o número de infetados aumentou de 50.868 para 51.072, mais 204, o que representa um aumento de 0,4%.

Há 381 doentes internados, menos 22 em relação a ontem. 41 encontram-se em Unidades de Cuidados Intensivos, menos um face a quinta-feira.

O número de casos recuperados subiu de 36.140 para 36.483, mais 343.

Mais de 673 mil mortos e 17,3 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus já provocou a morte de pelo menos 673.909 pessoas e infetou mais de 17.352.910 em todo o mundo, segundo o balanço feito pela Agência France-Presse (AFP) às 11:00 de hoje

Há apelo menos 9.992.800 pessoas consideradas curadas.

Países mais atingidos

Os países que registaram o maior número de novas mortes nos seus últimos balanços foram os Estados Unidos (1.379 óbitos), o Brasil (1.129) e a Índia (779)

Entre os países mais duramente atingidos, a Bélgica é aquele que tem o maior número de óbitos em relação à sua população, com 85 mortes por 100.000 habitantes, seguida pelo Reino Unido (68), Espanha (61), Itália (58) e Peru (57).

Nas últimas 24 horas, as ilhas Fiji e o Vietname registaram os seus primeiros óbitos por covid-19.

  • Estados Unidos, com 152.070 mortos e 4.495.224 casos
  • Brasil, com 91.263 mortos e 2.610.102 casos,
  • México com 46.000 morto e 416.179 casos
  • Reino Unido com 45.999 mortos e 302.301 casos
  • Índia com 35.747 mortos e 1.638.870 casos
  • A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabiliza oficialmente um total de 84.292 casos, (127 novos casos nas últimas 24 horas), incluindo 4.634 mortes e 78.974 recuperados.

A Europa totalizava, às 11:00 de hoje, 209.180 mortes para 3.157.253 casos, a América Latina e Caraíbas 194.683 mortes (4.733.320 casos), os Estados Unidos e Canadá 161.027 óbitos (4.610.841 casos), a Ásia 61.868 mortes (2.775.743 casos), o Médio Oriente 26.997 óbitos (1.146.821 casos), África 19.325 mortes (910.325 casos) e a Oceânia 229 mortes para 18.615 casos do novo coronavírus.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global