Coronavírus

Se confinamento durar pelo menos dois meses, normalidade poderá regressar antes do verão

Se confinamento durar pelo menos dois meses, normalidade poderá regressar antes do verão
Pedro Nunes
Previsões apontam julho como "um mês já liberto da pandemia", mas se o confinamento durar "60 dias" pode acontecer já em maio, diz Henrique Oliveira, matemático e professor no Instituto Superior Técnico.

Portugal continua a ser o país do mundo com mais novos casos e novas mortes por covid-19.

As previsões não são animadoras e todas fazem depender a descida dos números do tempo do confinamento. O Instituto Superior Técnico apresenta vários cenários e todos eles incluem a variante britânica.

Um confinamento de 15 dias poderá resultar, no final de março, num total de 25 mil mortes. Além disso o Serviço Nacional de Saúde vai estar pressionado em 180 dias. Quer isto dizer que durante seis meses mais de 750 pessoas vão estar a ocupar camas nos cuidados intensivos.

Se aumentar para um mês, o número de mortes baixa ligeiramente, mas a pressão nos hospitais mantém-se.

Grandes diferenças só se iriam notar se o confinamento fosse prolongado para pelo menos um mês e meio e se a aposta fosse feita na vacinação dos idosos, no uso de máscaras de qualidade e nos testes rápidos.

As únicas certezas é de que os números vão continuar a subir e no final deste mês o número total de mortes deverá rondar as 13 mil.

Últimas Notícias
Mais Vistos