Coronavírus

Covid-19. OCDE prevê que mercado de trabalho recupere totalmente em 2023

Os jovens e os trabalhadores pouco qualificados são os mais afetados pela crise.

Saiba mais...

As previsões do relatório de 2021 da OCDE avançam que o mercado de trabalho só estará totalmente recuperado em 2023. Quanto à precariedade no emprego, só vai estabilizar quando a maior parte da população estiver vacinada.

A primeira vaga da pandemia na Europa teve um impacto devastador no mercado de trabalho. Só em abril de 2020, a taxa de desemprego subiu 3,3% nos países da OCDE.

Estima-se que as medidas de apoio ao trabalho permitam salvar 21 milhões de postos. Ainda assim, há mais de oito milhões de desempregados do que havia no período pré-pandemia e 14 milhões de trabalhadores deixaram de procurar emprego.

Os jovens e os trabalhadores pouco qualificados são os mais afetados pela crise. De acordo com o relatório da OCDE, a única forma de travar a precariedade é vacinar o maior número de pessoas.

Apesar das novas diretrizes permitirem poucas certezas, prevê-se que o mercado volte aos níveis pré-pandemia em 2023.

Veja mais: