Eleições no Brasil

Eleições no Brasil: mais de 45 mil eleitores votam em Lisboa

Eleições no Brasil: mais de 45 mil eleitores votam em Lisboa
Martin Bertrand / EyeEm
Consulado de Lisboa tem o maior número de inscritos fora do Brasil.

Um total de 80.896 eleitores brasileiros estão registados para votar em Portugal nas presidenciais de 2 de outubro, anunciou hoje em Lisboa o cônsul-geral do Brasil, Wladimir Valler Filho.

O consulado de Lisboa, com maior número de inscritos fora do Brasil, tem registados 45.273 eleitores, um aumento superior a 100% relativamente às anteriores eleições presidenciais, em 2018, revelou o diplomata, que apresentou à comunicação social os aspetos organizativos da primeira volta das presidenciais brasileiras em Portugal.

No consulado do Porto, o quinto com mais eleitores, estão inscritos 30.098 e no de Faro há 5.525 habilitados para votar, acrescentou."Apesar da pandemia de covid-19 não houve diminuição da vinda de cidadãos brasileiros para Portugal.

Antes pelo contrário, até aumentou expressivamente", disse Wladimir Valler Filho.

O cônsul-geral do Brasil agradeceu a colaboração da Universidade de Lisboa, que à semelhança de anteriores eleições brasileiras volta a disponibilizar as instalações da Faculdade de Direito de Lisboa.

O aumento de eleitores inscritos reflete-se na organização da votação, tendo no caso de Lisboa, passado das 28 mesas de voto existentes em 2018 para 58 no escrutínio de 2 de outubro.

Segurança

Questionado sobre o mecanismo de segurança que irá ser montado para a votação, Wladimir Valler Filho disse que já informou as autoridades policiais portuguesas, que montarão o dispositivo que acharem necessário.

Além da segurança pública portuguesa, o consulado do Brasil voltará a ter efetivos de uma empresa privada, que em 2018 eram apenas cinco e agora serão 10.

O voto no Brasil é obrigatório pelo que os eleitores registados em Portugal e que, por alguma razão, estejam no Brasil no dia da votação poderão fazê-lo desde que tenham previamente formalizado o pedido de transferência do local de voto.

"No caso de Portugal recebemos cerca de 30 pedidos nesse sentido", disse.Ao todo, 12 candidatos disputam as presidenciais: Jair Bolsonaro -- que concorre a um segundo mandato -, Luiz Inácio Lula da Silva, Ciro Gomes, Simone Tebet, Luís Felipe D'Ávila, Soraya Tronicke, Roberto Jefferson, Pablo Marçal, Eymael, Leonardo Pericles, Sofia Manzano e Vera Lúcia.

Caso nenhum dos candidatos obtenha a maioria de 50% mais um voto em 2 de outubro, a segunda volta realiza-se com os dois mais votados em 30 do mesmo mês.

Lula da Silva lidera as sondagens para as presidenciais (47%), seguido por Jair Bolsonaro (32%), segundo o Instituto Datafolha.

Últimas Notícias
Mais Vistos