Eleições nos EUA

Eleições nos EUA. Cerca de 50 mil eleitores receberam boletins de voto incorretos

Megan Jelinger

Autoridades eleitorais esperam conseguir alterar os boletins no prazo de 72 horas.

Cerca de 50.000 eleitores receberam boletins de voto incorretos em Franklin County, o principal condado do Estado norte-americano do Ohio, anunciaram esta sexta-feira as autoridades eleitorais, que prometeram corrigir o erro no prazo de 72 horas.

O erro aconteceu durante a tarde do último sábado, 3 de outubro, quando alegadamente um funcionário alterou as definições da máquina responsável pela colocação dos boletins em envelopes, dá conta a Comissão Eleitoral do Condado de Franklin (Ohio), citada pela Associated Press (AP).

Com cerca de 240.000 boletins enviados o alegado erro faz com que um em cada cinco eleitores tenha recebido o boletim incorreto, explicita a AP.

Ao todo há 40.669 boletins com informações incorretas, mas as autoridades eleitorais começaram hoje a resolver o assunto e esperam conseguir alterar os boletins e enviar para os respetivos cidadãos no prazo de 72 horas.

A Comissão Eleitoral do Condado de Franklin esclareceu também que os eleitores poderão optar pelo voto presencial nos gabinetes deste organismo naquele condado norte-americano.

Mediante os receios crescentes do voto por correspondência, implementado a larga escala nos EUA por causa da pandemia, este organismo já esclareceu que há vários métodos para impedir fraude no processo eleitoral, tendo em conta também este erro com os boletins.

Nenhum eleitor poderá enviar mais do que um boletim e serão rejeitados quaisquer boletins de pessoas que tenham optado pelo voto presencial.

As eleições presidenciais nos Estados Unidos estão agendadas para 3 de novembro e serão disputados entre o atual chefe de Estado norte-americano, o republicano Donald Trump, e recandidato ao cargo, e o rival democrata e antigo vice do antigo Presidente Barack Obama, Joe Biden.