Operação Marquês

José Sócrates não vai ser julgado pelos crimes de corrupção ligados ao GES, Grupo Lena e Vale do Lobo

Ivo Rosa considera que há provas de que Sócrates foi corrompido por Carlos Santos Silva, até aqui visto apenas como o testa-de-ferro. O amigo do ex-primeiro-ministro é, no entendimento do juiz, o verdadeiro corruptor.

José Sócrates não vai ser julgado por nenhum dos crimes de corrupção ligados ao Grupo Espírito Santo, ao Grupo Lena e a Vale do Lobo.

O juiz Ivo Rosa entende que, dos 31 crimes que lhe eram apontadoS, apenas seis podem ser provados: três de branqueamento de capitais e outros três de falsificação de documento.

Onde o Ministério Público via 34 milhões de euros, o juiz encontra provas para cerca de 1 milhão e 700 mil euros. Onde os procuradores viam as origens de corrupção, Ivo Rosa vê um nome: Carlos Santos Silva. O magistrado considera que há provas de que Sócrates foi corrompido pelo amigo Carlos Santos Silva, até aqui visto apenas como o testa-de-ferro. O amigo do ex-primeiro-ministro é, no entendimento do juiz, o verdadeiro corruptor.

VEJA TAMBÉM:

  • A árdua experiência com a sustentabilidade 

    Mundo

    E se alguém lhe dissesse que passaria a viver num quarto, com eletricidade apenas para pequenos utensílios domésticos, sem aquecimento central, ar condicionado ou água quente. Teria apenas três conjuntos de roupa, sem máquina de lavar ou secar, faria dieta local sem produtos de origem animal e não andaria de automóvel nem de avião?

    Opinião

    João Abegão