Sporting campeão

"Não quero contribuir para o passa-culpas": Medina reage aos incidentes nos festejos do Sporting

A primeira reação do autarca de Lisboa ao caso.

O presidente da Câmara de Lisboa recusa contribuir para o "passa-culpas" sobre os festejos do Sporting, no Marquês de Pombal.

No entanto, Fernando Medina diz que a autarquia não tem poderes para impedir as manifestações e reuniões.

"A Câmara de Lisboa não tem nenhum poder de autorizar nem manifestações, nem reuniões, nem organizações."

Em declarações aos jornalistas, o autarca admite ainda que os festejos não correram bem e que desconhece que a PSP tenha emitido um parecer negativo à festa que se realizou junto ao Estádio José Alvalade.

"Eu vi notícias das fontes associadas à polícia (…) que induziram em erro notícias que alguns jornalistas publicaram, invocando que havia um parecer negativo contra essa organização. Se o há eu não o conheço. E se o há deve ser dirigido internamente à polícia ou ao Ministério da Administração Interna", afirmou.

Fernando Medina reitera que "a grande preocupação" da autarquia foi com os festejos no Marquês de Pombal, tendo, por isso, defendido a ausência de um palco naquele local e uma viagem do autocarro do Sporting.

O autarca admite ainda que "há lições a tirar daquilo que aconteceu" e recorda o que anunciou na quarta-feira: a receção à equipa do Sporting nos Paços do Concelho não terá público devido aos incidentes ocorridos nos festejos de terça-feira, "esse sim" um evento organizado pelo município.

ESTEVE NOS FESTEJOS DO SPORTING? ESTAS SÃO AS RECOMENDAÇÕES DA DGS

  • 1:21