País

Envio de dados à Rússia. Costa diz que não sabe se aconteceu quando era presidente da Câmara de Lisboa

Primeiro-ministro afasta responsabilidades políticas.

O primeiro-ministro quebrou esta segunda-feira o silêncio sobre a polémica partilha de dados com a embaixada russa. António Costa recusa que haja responsabilidade política no caso e diz que não sabe se alguma vez aconteceu o mesmo quando era presidente da Câmara de Lisboa.

Cinco dias depois e depois de várias tentativas, António Costa fala pela primeira vez, mas para dizer que não é nada com ele.

Depois da reunião da NATO, o primeiro-ministro voltou ao tema, desta vez com mais tempo e para dizer que não é nada com os políticos.

Costa diz que não vai comentar o pedido de desculpas de Fernando Medina, mas põe água na fervura, apesar de admitir a gravidade genérica do caso.

Para as dúvidas dos últimos dias sobre o que terá acontecido no passado, António Costa não tem nem certezas nem memória.