País

Acidente com carro de Eduardo Cabrita. Família da vítima lamenta falta de respostas

Família da vítima vive com dificuldades económicas desde acidente.

Familiares e amigos da vítima lamentam a falta de respostas por parte do Ministério da Administração Interna e acusam Eduardo Cabrita de omitir as causas do acidente.

Nuno Santos vivia com a mulher e com as duas filhas na Freguesia do Escoural, perto de Montemor-o-Novo. Era chefe de uma das equipas da empresa ArquiJardim, responsável pela manutenção de espaços verdes.

Um inquérito foi aberto após o acidente na A6. Quem conheceu Nuno Santos, garante que a segurança era uma prioridade para ele.

Após o acidente, a esposa e as filhas receberam apenas uma carta de condolências.

Nuno Santos tinha 43 anos.

Veja também: