País

Os negócios e a amizade com mais de 40 anos entre Luís Filipe Vieira e o "Rei dos Frangos"

Empresário José António dos Santos terá adiantado 44,7 milhões de euros a Vieira.

O empresário José António dos Santos que foi esta sexta-feira ouvido é o famoso Rei dos Frangos. É suspeito por diversos investimentos com Luís Filipe Vieira.

José António dos Santos é fundador do Grupo Valouro-Avibom. Terá sido nas instalações do maior grupo económico do sector agroalimentar português que Luís Filipe Vieira teve reuniões com José António dos Santos e outros suspeitos.

O homem que ganhou a alcunha de "Rei dos Frangos" é o principal acionista individual da SAD do Benfica, com mais de 16% das ações do clube. Vieira detém 3,28% do capital da SAD.

Mas a ligação a Vieira não se fará só através do clube da Luz. O Ministério Público diz que são "parceiros em diversos investimentos" do mundo do futebol ao imobiliário. Mesmo que o nome de Vieira não apareça nas sociedades criadas.

José António dos Santos financiou parte da subscrição das Unidades de Participação de um fundo de Vieira para onde foi transferida parte das dívidas que o grupo Promovalor tinha no Novo Banco.

Esse fundo foi constituído com ativos, como terrenos e edifícios, em Portugal, Brasil e Moçambique e com dívida de 89 milhões de euros.

A Promovalor foi criada por Vieira em 2007 para integrar todas as entidades do sector imobiliário da família do, até agora, presidente do Benfica.

José António dos Santos terá entregue a Vieira, através dos negócios entre ambos, cerca de 44 milhões e 700 mil euros.

A suspeita é que José António dos Santos haveria de recuperar parte do dinheiro numa oferta pública de aquisição do Benfica, anunciada em novembro de 2018. Se José António dos Santos vendesse a participação no capital da SAD poderia ter um lucro de 11 milhões de euros.

A ideia era o Benfica oferecer 5 euros por ação. Na altura, cada uma estava a 2 euros e 76 cêntimos. O Rei dos frangos tinha pago pouco mais de um euro.

No entanto, a Comissão do Mercado de Valores Mobiliários acabaria por chumbar a OPA por ter detetado um alegado "vício" que afetava a "legalidade da oferta". O clube, embora discordasse da decisão do regulador, desistiria em definitivo da operação.

Filhos de Vieira

Neste novelo, Luís Filipe Vieira terá envolvido não só o filho, agora também detido, mas também a filha: Sara Vieira, bióloga a viver em São Tomé e Príncipe. Vieira terá aberto contas em nome de ambos. Seria para essas contas que Vieira transferia fundos.

Os filhos são ainda administradores de sociedades de Vieira detentoras de património imobiliário e que têm gerado rendimentos com a comercialização de empreendimentos.