País

Costa e Marcelo de acordo em não abrir exceções sobre luto nacional

Primeiro-ministro falou em "coerência" no velório de Otelo sob um coro de protestos.

O velório do antigo militar de abril Otelo Saraiva de Carvalho decorreu esta terça-feira. e não teve direito a luto nacional.


O primeiro-ministro quis explicar aos jornalistas porquê e teve de o fazer debaixo de um coro de protestos.

Marcelo Rebelo de Sousa e Ferro Rodrigues concordam com a decisão, Manuel Alegre e Vasco Lourenço não compreendem.

Otelo Saraiva de Carvalho, militar e estratego do 25 de Abril de 1974, morreu no domingo de madrugada aos 84 anos, no Hospital Militar, em Lisboa.

  • 4:21