País

Esquerda critica PS e PSD por irem "a reboque do Chega" na revisão constitucional

Esquerda critica PS e PSD por irem "a reboque do Chega" na revisão constitucional
Armando Franca

PCP, Bloco de Esquerda, PAN e Livre manifestaram-se contra a decisão de avançar com o processo.

Perante a entrega de projetos de revisão constitucional na Assembleia da República, PCP, Bloco de Esquerda, PAN e Livre criticaram o PS e PSD por avançarem com o processo a reboque do Chega. Por outro lado André Ventura criticou António Costa por não querer “alcançar consenso” e por estar a “atacar o Chega”.

“Eu não compreendo muito bem as palavras de António Costa ontem [quinta-feira] à noite, em que para falar da Constituição se dedicou a atacar o Chega e a dizer que este não é o projeto do Chega. Coisas mais próprias de uma campanha eleitoral”, disse Ventura.

Loading...

O líder do Chega disse ainda que a atitude do primeiro-ministro “é de quem não quer alcançar consensos nenhuns”, mas quer “apenas desviar atenções dos escândalos que estão a afetar o Governo

Por outro lado, os partidos de esquerda manifestaram-se contra a decisão de iniciar o processo de renovação constitucional nestas circunstâncias. O PCP – que vai entregar um projeto para “defender Abril” – diz que é uma “decisão precipitada”.

“A abertura de mais um processo de revisão constitucional é uma decisão precipitada, sem qualquer urgência e em que estão à vista já objetivos desvirtuamento e mutilação da própria Constituição, do seu texto, do seu projeto, dos direitos que consagra”, disse Paula Santos, líder do grupo parlamentar do PCP. “Objetivos que o PS com a sua maioria absoluta decidiu dar aval e possibilidades de concretização.”

Mariana Mortágua considerou “lamentável” que António Costa tenha escolhido “fazer do processo de revisão constitucional uma polarização com o Chega e com André Ventura”, sublinhando que essa polarização irá “promover a extrema-direita em Portugal”.

Pelo PAN, Inês de Sousa Real considerou “incompreensível que PS e PSD tenham vindo a aceitar vir a jogo a reboque do Chega”. A deputada única do PAN lembrou ainda declarações de André Ventura ditas na Assembleia da República:

“Sabemos que [o Chega] é uma força política cujo o líder disse, aqui na Assembleia da República, que o lugar da Constituição era no caixote do lixo e cuja proposta traduz-se num claro retrocesso de direitos fundamentais atualmente consagrados.”

Rui Tavares, líder do Livre, não tem “muitas palavras para descrever o quão mau é irmos fazer um processo de revisão constitucional assim”, acrescentando que o PS e PSD ficaram “aquém das suas responsabilidades”.

Últimas Notícias