Coronavírus

Corrida à vacina para a Covid-19: as farmacêuticas que estão na fase final dos ensaios clínicos

A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou na segunda-feira que a vacina contra a Covid-19 alcançou 90% de eficácia nos testes.

Especial Coronavírus

A corrida na procura da vacina continua em vários países. Em tempo recorde, algumas farmacêuticas estão já na fase final de ensaios clínicos.

A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou esta segunda-feira que a sua vacina contra a Covid-19 alcançou 90% de eficácia nos testes.

No mesmo dia, o porta-voz do ministro da Saúde da Rússia veio assegurar que a vacina que está a ser desenvolvida no país - a Sputnik V - tem uma taxa de eficácia superior a 90% e esta terça-feira Putin veio garantir que "todas as vacinas russas contra a Covid-19 são eficazes"

Já esta terça-feira foi noticiado que o ensaio clínico da potencial vacina CoronaVac da chinesa Sinovac foi suspenso no Brasil devido a "efeito adverso grave.", embora a empresa chinesa reafirme a confiança no produto, indicando que o efeito secundário não está relacionado com a vacina.

Ainda na segunda-feira, mas já terça em Portugal, a agência norte-americana do medicamento (FDA) deu uma autorização de utilização de emergência e temporária de um medicamento experimental para a Covid-19 fabricado pela Eli Lilly, mas apenas para doentes com sintomas ligeiros ou moderados e não para hospitalizados a necessitar de oxigénio.

  • 0:43