Sporting campeão

Os números que marcam o 19.º título do Sporting

NurPhoto

O campeonato ainda não chegou à derradeira etapa, mas os "leões" já cruzaram a meta como novos campeões nacionais. Estes são alguns dos números que ajudam a contar a história do 19.º título conquistado pelo Sporting.

MAIOR SÉRIE DE INVENCIBILIDADE

Este foi o principal bastião do título leonino em 2020/2021. Completas 32 jornadas, o Sporting continua sem somar qualquer derrota no campeonato.

A maior ameaça a esta série aconteceu a 21 de abril, em Alvalade, quando os "leões" entraram nos últimos minutos em desvantagem no marcador diante da Belenenses SAD. Jovane, de penálti aos 90+6', fez o 2-2 final e manteve intacta a invencibilidade do "leão".

Um feito com honras de recorde absoluto na história do campeonato português: nunca uma equipa tinha ficado mais de 30 jornadas invicta na mesma época.

Os anteriores campeonatos com vencedores sem derrotas tiveram sempre 30 jornadas, nunca as 34 atuais. Conseguirá o Sporting terminar a época sem conhecer esse sabor? Faltam Benfica (fora) e Marítimo (casa).

JOSÉ COELHO

MAIS VITÓRIAS

Além de nunca ter sido derrotado, o emblema de Alvalade foi o que, em mais ocasiões, logrou a conquista dos três pontos: um total de 25 vitórias em 32 jornadas.

Para esse registo contribuiu, de forma substancial, o pragmatismo leonino nos minutos finais dos encontros. Essa foi também uma das estatísticas liderada pelo Sporting, a da equipa que mais pontos conquistou com golos marcados depois dos 75 minutos - foram 25 dos 82 somados até ao momento (cerca de 30%).

Uma das mais importantes vitórias conquistadas nos últimos minutos aconteceu em fevereiro, no dérbi com o Benfica. O único golo do encontro foi marcado por Matheus Nunes, ao minuto 90+2

Uma das mais importantes vitórias conquistadas nos últimos minutos aconteceu em fevereiro, no dérbi com o Benfica. O único golo do encontro foi marcado por Matheus Nunes, ao minuto 90+2

Pedro Nunes

MELHOR DEFESA

Um dos fatores que mais pesou na invencibilidade leonina foi a linha defensiva, com elevado destaque para o capitão Sebastián Coates, um autêntico esteio no último setor antes da baliza de Adán e forte candidato a MVP da Liga, que alia as competências defensivas a um faro apurado no ataque ao adversário (é o terceiro melhor marcador da equipa, com cinco golos).

Três dos cinco golos do central uruguaio foram apontados de cabeça

Três dos cinco golos do central uruguaio foram apontados de cabeça

JOSE SENA GOULAO

Em 32 jornadas, o Sporting soma apenas 15 golos sofridos, menos oito que a segunda melhor defesa do campeonato (a do Benfica) e conseguiu a proeza de não consentir golos em 20 dos 32 jogos.

MELHOR MARCADOR

Se a defesa leonina foi a mais competente da Liga, o ataque não ficou muito atrás. É o terceiro melhor, com 58 golos (só atrás de Benfica (61) e FC Porto (66)) e 18 deles foram apontados pelo mesmo jogador: Pedro Gonçalves.

Aos 22 anos, o avançado contratado em agosto ao Famalicão assumiu-se de forma precoce e regular como uma das figuras de proa da equipa de Rúben Amorim.

Os 18 golos apontados até ao momento valem-lhe o estatuto de melhor marcador do campeonato, em igualdade com o suíço Seferovic, do Benfica.

MÁRIO CRUZ

Veja também:

Especial Sporting Campeão