País

João Rendeiro vai ser ouvido apenas amanhã

13.12.2021 06:49

O ex-banqueiro João Rendeiro no Tribunal de Verulam, onde esteve presente perante um juiz pela primeira vez desde que foi detido no sábado, nos subúrbios de Durban, África do Sul.
LUÍS MIGUEL FONSECA

Defesa de Rendeiro pediu ao tribunal de Verulam, na África do Sul, a libertação sob fiança do ex-banqueiro.

A audição do ex-banqueiro João Rendeiro no tribunal Verulam Magistrates, em Durban, foi hoje adiada para as 11:00 (09:00 em Lisboa) de terça-feira após pedido da defesa, segundo a decisão do juiz.

A advogada do ex-banqueiro alegou que ainda não teve tempo para ler todo o processo e de se reunir com Rendeiro.

A defesa de Rendeiro pediu hoje ao tribunal de Verulam, na África do Sul, a libertação sob fiança do ex-banqueiro.

João Rendeiro, foi hoje presente no tribunal, depois de no sábado ter sido detido num hotel em Durban, na província sul-africana do KwaZulu-Natal, numa operação que resultou da cooperação entre as polícias portuguesa, angolana e sul-africana.

As primeiras imagens de João Rendeiro no tribunal

O ex-presidente do BPP tem estado no tribunal de Verulam, nos subúrbios de Durban, desde as 8:00 locais (06:00 em Portugal).

Loading...

Advogada de Rendeiro garante que ex-banqueiro "parece estar bem psicologicamente"

A SIC falou com June Marks, advogada que representa o ex-banqueiro na África do Sul, que garantiu que está bem.

Loading...

A advogada disse ao enviado da SIC Diogo Torre que vai reunir-se com João Rendeiro hoje durante a tarde.

Loading...

João Rendeiro estava fugido à justiça há 3 meses

O ex-banqueiro João Rendeiro foi preso no sábado, num hotel em Durban, na província sul-africana do KwaZulu-Natal, numa operação que resultou da cooperação entre as polícias portuguesa, angolana e sul-africana.

João Rendeiro estava fugido à justiça há três meses e as autoridades portuguesas reclamam agora a sua extradição para cumprir pena em Portugal.

O ex-presidente do extinto Banco Privado Português (BPP) foi condenado em três processos distintos relacionados com o colapso do banco, tendo o tribunal dado como provado que João Rendeiro retirou do banco 13,61 milhões de euros.

O colapso do BPP, em 2010, lesou milhares de clientes e causou perdas de centenas de milhões de euros ao Estado.

Polícia Judiciária ainda não sabe se ex-banqueiro utilizou documentos falsos

Loading...
Últimas Notícias