Coronavírus

Menino testa postivo à Covid-19 em jardim de infância na Figueira da Foz

Há outras 28 crianças e 4 funcionários em isolamento.

Especial Coronavírus

Um menino, aluno de um jardim de infância da Figueira da Foz, testou hoje positivo para covid-19, situação que levou ao isolamento de outras 28 crianças e quatro funcionários da instituição, disse à agência Lusa fonte da autoridade de saúde.

Em causa está um aluno do pré-escolar do 2.º Jardim-Escola João de Deus da Figueira da Foz, que terá sido infetado em contexto familiar e que já estava em isolamento.

Em declarações à agência Lusa, o delegado de saúde da Figueira da Foz, José Farias, confirmou o caso positivo do menino "com três ou quatro anos", acrescentando que as crianças e outras pessoas que com ele tiveram contacto no jardim-de-infância "foram para casa e estão em isolamento".

"Vão ficar em isolamento. Se tiverem sintomas, contactam a linha Saúde 24 ou o seu médico de família para determinação dos passos seguintes", nomeadamente a realização de testes à covid-19, acrescentou.

"O que é fundamental é promover o isolamento, é isso que permite quebrar uma eventual cadeia de transmissão", declarou o delegado de saúde.

Ainda segundo José Farias, o teste à criança, residente na Figueira da Foz, foi realizado na segunda-feira e o resultado conhecido hoje. Este caso "já estava ancorado" num "contexto familiar" do menino, que está em isolamento com a família e onde "provavelmente" foi infetado.

O médico de saúde pública disse ainda que as 28 crianças que foram colocadas em isolamento em casa "não se cruzaram" com outros alunos do jardim-de-infância.

Também o presidente da autarquia da Figueira da Foz, Carlos Monteiro, confirmou à Lusa o caso de infeção do menino, assegurando que "estão a ser tomadas todas as medidas" e que a situação está a ser acompanhada pelo delegado de saúde.

"Os miúdos que tinham estado com este menino não se cruzaram com os outros", reiterou Carlos Monteiro.

No boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS), que hoje passou novamente a incluir os dados por concelho, a Figueira da Foz apresenta um total de 44 casos de infeção pelo novo coronavírus, mais três do que os últimos dados conhecidos até aqui.

José Farias admite que este município litoral do distrito de Coimbra tem "começado a importar casos" com a situação de desconfinamento, "a exemplo de outros locais", lamentando que exista "muita gente despreocupada" face à covid-19.

1.668 mortes e 47.051 casos de Covid-19 em Portugal

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta terça-feira a existência de um total de 1.668 mortes e 47.051 casos de Covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

São mais seis vítimas mortais e mais 233 novos casos de infeção nas últimas 24 horas.

Lisboa continua a ser a região que mais preocupa as autoridades de saúde, uma vez que há mais 143 infetados, ou seja, 61% dos novos casos registados em todo o país.

O norte tem mais 22 casos, o Algarve 17 e o Alentejo 10.

O número de doentes internados subiu para 472, mais cinco do que na segunda-feira. Nos cuidados intensivos estão 69 pessoas, mais seis do que no dia anterior.

Neste momento, já recuperaram da doença 31.550 pessoas.

Mais de 13,1 milhões de infetados no mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 573.091 pessoas e infetou mais de 13.124.130 em 196 países e territórios desde o início da epidemia, em dezembro de 2019 na cidade chinesa de Wuhan., segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.até às 11:00 de Lisboa.

Pelo menos 7.063.900 casos foram considerados curados pelas autoridades de saúde.

Países mais atingidos:

  • Estados Unidos, com 135.615 mortes e 3.364.547 casos, respetivamente. Pelo menos 1.031.939 pessoas foram declaradas curadas.
  • Brasil com 72.833 mortes e 1.884.967 casos,
  • Reino Unido com 44.830 mortes (290.133 casos),
  • México com 35.491 mortes (304.435 casos)
  • Itália com 34.967 mortos (243.230 casos).
  • China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) com 83.605 casos , 4.634 mortes e 78.674 curados.

A Europa totalizou 202.998 mortes para 2.857.298 casos, América Latina e Caraíbas 146.581 mortes (3.420.016 casos), Estados Unidos e Canadá 144.436 mortes (3.472.354 casos), Ásia 44.628 mortes (1.816.070 casos), Médio Oriente 20.850 mortes (936.295 casos), África 13.459 mortes (610.271 casos) e Oceânia 139 mortes (11.828 casos).

Links úteis

Mapa com os casos a nível global