Coronavírus

Farmacêutica Roche promete um novo teste rápido à Covid-19 ainda este ano

Roche

Resultado é dado em 18 minutos.

Especial Coronavírus

A farmacêutica suíça Roche promete um teste à Covid-19 em larga escala que dá resultados em 18 minutos disponível ainda este ano. Desta forma contribuirá para descongestionar os sistemas de saúde.

O teste antigénio Elecsys Anti-SARS-CoV-2 deteta anticorpos específicos do novo coronavírus no organismo humano.

"Este sistema totalmente automatizado pode fornecer resultados em 18 minutos para um único teste (excluindo o tempo para colheita, transporte e preparação da amostra), com um rendimento de até 300 testes por hora", segundo o comunicado.

Estará disponível antes do final do ano nos países que aceitem a certificação de conformidade europeia CE. O grupo Roche pretende também solicitar autorização para o mercado norte-americano.

Alternativa aos testes PCR

Este novo teste poderá ser utilizado como alternativa aos testes PCR (que verificam se o vírus SARS-CoV-2 está presente numa amostra) quando estes não estão disponíveis ou se for necessário ajudar os profissionais de saúde a despistar rapidamente doentes.

A análise é feita em máquinas Cobas que estão presentes em vários hospitais e laboratórios e que podem analisar até 300 amostras por hora e fornecer os resultados em 18 minutos.

Desde o início da pandemia, a Roche já produziu 8 testes para detetar infeções pelo novo coronavírus sendo que um deles permite distinguir entre a Covid-19 e a gripe.

Outros testes e vacinas no mercado

As vacinas mais promissoras no combate à Covid-19

Laboratórios por todo o mundo estão numa corrida contra o tempo para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. Há dezenas de equipas a testar várias candidatas a vacina, algumas estão mais avançadas e são promissoras, mas os cientistas avisam que nenhuma deverá estar pronta antes do fim deste ano ou mesmo no próximo ano.

Segundo o London School of Hygiene & Tropical Medicine, (que tem um gráfico que mostra o progresso das experiências) há 248 projetos e 49 estão na fase de ensaios clínicos, sendo que 10 estão na fase III - que consiste na inoculação da vacina em milhares de voluntários a fim de determinar se impede de facto a infeção.

O projeto entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca é um dos mais promissores, a que se juntam os da Pfizer e da BioNTech, da Moderna e de vários projetos chineses, nomeadamente da CanSinoBIO que já obteve autorização para administrar a vacina em militares chineses.

Plataforma global COVAX

O mecanismo COVAX é uma plataforma global para o desenvolvimento de vacinas contra a Covid-19, apoiada pela Organização Mundial da Saúde, para um acesso equitativo às vacinas a preços acessíveis.

Participam vários países, instituições e organizações, como a União Europeia.

Mais de 1,077 milhões de mortes em todo o mundo

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão e setenta e sete mil mortos e mais de 37,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global