Coronavírus

Há três locais do mundo que não relataram nenhum caso de Covid-19

Barricadas impedem a passagem pela Ponte da Unificação que liga a Coreia do Norte ao Sul

Kim Hong-Ji / Reuters

Especialistas dizem que o mais provável é que a informação tenha sido ocultada em estados autocráticos.

Especial Coronavírus

O novo coronavírus atingiu todos os cantos do globo, mas há três locais do mundo que não relataram nenhum caso.

Com o arquipélago de Vanuatu, um dos poucos países do mundo poupados até aqui ao novo coronavírus, a anunciar o primeiro caso esta quarta-feira, quase todos os países do mundo foram atingidos.

Mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo foram infetadas com o novo coronavírus e mais de um milhão perderam a vida.

Mas há ainda países com sorte que ainda estão (ou afirmam estar) livres de Covid-19.

Turquemenistão

O Governo deste país da Ásia Central afirma não ter nenhum caso de Covid-19. E isto apesar de o vizinho Irão ter registado mais de 715 mil casos e mais de 40 mil mortes, o Afeganistão tem mais de 42 mil casos e o Uzbequistão quase 70 mil.

Google Maps

No Índice de Segurança de Saúde Global, divulgado pela Universidade Johns Hopkins em 2019, o sistema de saúde do Turquemenistão está em 147.º lugar em 156 países em termos de preparação para mitigar a propagação de uma epidemia.

O estatuto "livre de Covid" do Turquemenistão é, mais provavelmente, um sintoma das políticas repressivas do país do que verdadeiro.

O autocrático Presidente Gurbanguly Berdymukhamedov garante o cumprimento do silêncio sobre a pandemia com censura a qualquer tipo de discussão.

Coreia do Norte

Um regime totalitário ainda mais fechado do que o Turquemenistão, a Coreia do Norte também não relatou nenhum caso de Covid-19.

Isto apesar de ter uma fronteira de 1.420 quilómetros com a China, onde o vírus foi detectado pela primeira vez e onde foram registados pelo menos 92 mil casos. A vizinha Coreia do Sul registou mais de 27 mil infeções.

Ilhas do Pacífico

As nações do Pacífico, com sistemas de saúde muito frágeis, têm imposto fortes restrições á entrada a estrangeiros desde o início da pandemia.

o arquipélago de Vanuatu, anunciou o primeiro caso esta quarta-feira

As ilhas e territórios de Kiribati, Micronésia, Nauru, Palau, Samoa, Tonga e Tuvalu continuam sem ser afetados pela doença.

No final de outubro, as Ilhas Marshall e as Ilhas Salomão registaram os primeiros casos de covid-19, mas até agora conseguiram evitar quaisquer casos de transmissão na população.

Mais de 1.27 mortos em mais de 51,5 milhões de casos de Covid-19 no mundo

A pandemia do novo coronavírus fez pelo menos 1.275.113 mortos em mais de 51,5 milhões de casos no mundo desde que a OMS relatou o início da doença no final de dezembro, segundo o levantamento feito pela AFP.

Portugal com 3.103 mortes e 192.172 casos de Covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim diário desta quarta-feira que há mais 82 mortes e 4935 novos casos de Covid-19 em Portugal.

No total, o país regista 3103 vítimas mortais e 192.172 infetados pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia.

Estão 391 doentes internados nas Unidades de Cuidados Intensivos,e em enfermaria estão 2785 pessoas internadas. Em ambos os casos, tratam-se de novos máximos desde o início da pandemia.

A DGS revela que estão ativos 78.716 casos de infeção, mais 1378 do que na terça-feira. Já foram dados como recuperadas 110.353 pessoas desde o início da pandemia.

Avanços na vacina e tratamento contra a Covid-19

Na segunda semana de novembro várias boas notícias foram chegando sobre os avanços no desenvolvimento de uma vacina contra o SARS-CoV-2 bem como um tratamento novo.

► A farmacêutica norte-americana Pfizer anunciou na segunda-feira que a sua vacina contra a Covid-19 alcançou 90% de eficácia nos testes.

► Nesse mesmo dia 9 de novembro, o porta-voz do ministro da Saúde da Rússia veio assegurar que a vacina que está a ser desenvolvida no país - a Sputnik V - tem uma taxa de eficácia superior a 90% e no dia seguinte Putin garantiu que "todas as vacinas russas contra a Covid-19 são eficazes"

► Ainda nesse dia, o ensaio clínico da potencial vacina CoronaVac da chinesa Sinovac foi suspenso no Brasil devido a "efeito adverso grave.", embora a empresa chinesa reafirme a confiança no produto, indicando que o efeito secundário não está relacionado com a vacina. Os testes foram retomados no dia 11.

► Na quarta-feira, a vice-Presidente russa anunciou que os testes clínicos da segunda vacina russa contra a Covid-19, a EpiVacCorona que está a ser desenvolvida pelo Instituto Vector, vão começar a 15 de novembro,

► Ainda na segunda-feira, mas já terça em Portugal, a agência norte-americana do medicamento (FDA) deu uma autorização de utilização de emergência e temporária de um medicamento experimental para a Covid-19 fabricado pela Eli Lilly, mas apenas para doentes com sintomas ligeiros ou moderados e não para hospitalizados a necessitar de oxigénio.

O tratamento experimental com anticorpos sintéticos é o primeiro especificamente desenvolvido para o novo coronavírus.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global