Coronavírus

Mais 6 mortes e 780 novos casos de Covid-19 em Portugal

DGS divulga os números das últimas 24 horas.

Especial Coronavírus

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou no boletim desta sexta-feira a existência de um total de 1.894 mortes e 67.176 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de de 1.888 para 1.894 - mais 6 do que na quinta-feira.- todos na região de Lisboa e Vale do Tejo.

O número de infetados aumentou de 66.396 para 67.176 - mais 780 casos nas últimas 24 horas..

Em vigilância estão 38.721, mais 917 do que na quinta-feira.

Os dados de hoje indicam que Portugal ultrapassou a barreira dos 20 mil casos ativos contabilizando 20.229, mais 515 nas últimas 24 horas.

Os dados indicam ainda que 465 pessoas com covid-19 estão internadas nos hospitais (menos 15 em relação a quinta-feira), das quais 57 (menos duas) em unidades de cuidados intensivos.

Números por região

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se verifica o maior número de infeções no país, foram notificados 426 novos casos, contabilizando 34.386 casos de infeção e 717 mortes desde o início da pandemia.

A região Norte regista hoje mais 250 casos, somando agora um total de 24.234, com 864 mortos.

Na região Centro registaram-se mais 46 casos, tendo agora 5.526 infeções e 256 mortos contabilizados desde o início da pandemia.

No Alentejo foram registados mais 36 casos de covid-19, totalizando 1.267 casos e 23 mortos até agora.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 20 casos de infeção, somando um total de 1.324 casos e 19 mortos por covid-19.

Na região autónoma dos Açores não há hoje registo de casos, somando 241 infeções 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira regista hoje dois casos, contabilizando 198 infeções, sem óbitos até hoje.

Nas últimas 24 horas 258 doentes recuperaram, pelo que 45.053 pessoas já superaram da infeção desde o início da pandemia em Portugal.

Género e faixas etárias

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções.

No total, o novo coronavírus já afetou em Portugal pelo menos 30.348 homens e 36.828 mulheres, de acordo com os casos declarados e matou 956 homens e 938 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

Mais de 946 mil mortos e 30,2 milhões de infetados em todo o mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a mais de 946.727 pessoas e mais de 30.218.930 foram infetadas em 196 países e territórios desde o início da epidemia de covid-19, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan, segundo um balanço da agência AFP hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa).

Pelo menos 20.346.800 pessoas já foram consideradas curadas pelas autoridades de saúde.

Os países mais afetados

  • Estados Unidos com 197.655 mortes e 6.676.410 casos
  • Brasil com 134.935 mortes e 4.455.386 casos
  • Índia com 84.372 mortes (5.214.677 casos),
  • México com 72.179 mortes (684.113 casos)
  • Reino Unido com 41.705 mortes (381.614 casos).
  • A China (excluindo os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 85.255 casos (32 novos entre quinta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes e 80.455 recuperações.
  • Peru é o país que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 94 mortes por 100.000 habitantes,
  • Bélgica (86),
  • Espanha (65),
  • Bolívia (64)
  • Chile (64).

América Latina e as Caraíbas totalizaram 318.527 mortes e 8.555.668 casos, a Europa 224.024 mortes (4.714.903 casos), Estados Unidos e Canadá 206.893 mortes (6.816.949 casos), Ásia 121.567 mortes (6.962.536 casos), Médio Oriente 41.399 mortes (1.753.986 casos), África 33.416 mortes (1.383.958 casos) e Oceânia 901 mortes (30.937 casos).

As vacinas mais promissoras no combate à Covid-19

Laboratórios por todo o mundo estão numa corrida contra o tempo para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. Há dezenas de equipas a testar várias candidatas a vacina, algumas estão mais avançadas e são promissoras, mas os cientistas avisam que nenhuma deverá estar pronta antes do fim deste ano ou mesmo no próximo ano.

Segundo o London School of Hygiene & Tropical Medicine, (que tem um gráfico que mostra o progresso das experiências) há 239 projetos e 8 estão na fase de ensaios clínicos - que consiste na inoculação da vacina em milhares de voluntários a fim de determinar se impede de facto a infeção.

Apesar do agora suspenso ensaio clínico, o projeto entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca é um dos mais promissores, a que se juntam os da Pfizer e da BioNTech, da Moderna e de vários projetos chineses, nomeadamente da CanSinoBIO que já obteve autorização para administrar a vacina em militares chineses.

UE contribui com 230 M€ mais 170 M€ para o mecanismo COVAX

A Comissão Europeia participa no mecanismo COVAX para um acesso equitativo às vacinas contra a Covid-19 a preços acessíveis.

Links úteis

Mapa com os casos a nível global