Coronavírus

Voluntários vão ser infetados com o novo coronavírus para testar vacina

Reuters Photographer

Projeto deverá começar em janeiro.

Especial Coronavírus

O Reino Unido pode ser o primeiro país do mundo a realizar testes em que voluntários saudáveis são deliberadamente infetados com o novo coronavírus para testar possíveis vacinas contra a Covid-19.

Estes testes, financiados pelo Governo britânico, deverão realizar-se em Londres, segundo o Financial Times, numa instalação própria e segura para quarentena.

Ao que a BBC apurou, não há ainda nenhum contrato assinado ainda com voluntários saudáveis.

Os voluntários serão inoculados com uma vacina e, cerca de um mês depois, receberão uma dose de “teste” do vírus que causa a Covid-19 sob condições controladas.

Dezenas de vacinas em desenvolvimento

Laboratórios por todo o mundo estão numa corrida contra o tempo para desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus. Há dezenas de equipas a testar várias candidatas a vacina, algumas estão mais avançadas e são promissoras, mas os cientistas avisam que nenhuma deverá estar pronta antes do fim deste ano ou mesmo no próximo ano.

Segundo o London School of Hygiene & Tropical Medicine, (que tem um gráfico que mostra o progresso das experiências) há 243 projetos e 43 estão na fase de ensaios clínicos, sendo que 8 estão na fase III - que consiste na inoculação da vacina em milhares de voluntários a fim de determinar se impede de facto a infeção.

Apesar do agora suspenso ensaio clínico, o projeto entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca é um dos mais promissores, a que se juntam os da Pfizer e da BioNTech, da Moderna e de vários projetos chineses, nomeadamente da CanSinoBIO que já obteve autorização para administrar a vacina em militares chineses.

UE contribui com 230 M€ mais 170 M€ para o mecanismo COVAX

A Comissão Europeia participa no mecanismo COVAX para um acesso equitativo às vacinas contra a Covid-19 a preços acessíveis.

Portugal regista mais 3 mortes e 691 casos de covid-19

A Direção-Geral da Saúde (DGS) anunciou esta quinta-feira a existência de um total de 1.931 mortes e 71.156 casos de covid-19 em Portugal desde o início da pandemia.

O número de mortes subiu de 1.928 para 1.931 , mais 3 do que na quarta-feira. O número de infetados aumentou de 70.465 para 71.156, mais 691.

Nas últimas 24 horas registaram-se mais 17 internamentos, aumentando para 588 o número de pessoas com covid-19 internadas nos hospitais, enquanto foi registado um aumento de 8 utentes nos cuidados intensivos, num total de 85.

De ontem para hoje recuperaram 386 doentes, pelo que 46.676 pessoas já superaram a infeção desde o início da pandemia em Portugal.

Mais de 978 mil mortos e 31,9 milhões de infetados em todo mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a mais de 978.448 pessoas e 31.975.020 foram infetadas em 196 países e territórios desde o início da epidemia de covid-19, em dezembro de 2019, na cidade chinesa de Wuhan, segundo um balanço da agência AFP, hoje às 11:00 TMG (12:00 em Lisboa), .

Pelo menos 21.891.500 pessoas já foram consideradas curadas pelas autoridades de saúde.

Na quarta-feira foram registadas 6.318 novas mortes e 304.210 novos casos em todo o mundo.

Países mais afetados

Os países que registaram o maior número de novas mortes são os Estados Unidos com 1.228 novas mortes, Índia (1.129) e Brasil (869).

O Peru é o que apresenta o maior número de mortes em relação à sua população, com 97 mortes por 100.000 habitantes, seguido pela Bélgica (86), Espanha (66), Bolívia (66) e Brasil (65).

  • Estados Unidos com 201.910 mortes e 6.934.233 casos
  • Brasil com 138.977 mortes e 4.624.885 casos
  • Índia com 91.149 mortes (5.732.518 casos)
  • México com 74.949 mortes (710.049 casos)
  • Reino Unido com 41.862 mortes (409.729 casos)
  • China (sem os territórios de Hong Kong e Macau) contabilizou oficialmente um total de 85.314 casos (sete novos entre quarta-feira e hoje), incluindo 4.634 mortes (nenhuma nova) e 80.513 recuperações.

A América Latina e as Caraíbas totalizaram 330.403 mortes e 8.944.819 casos, Europa 227.862 mortes (5.060.966 casos), Estados Unidos e Canadá 211.189 mortes (7.081.746 casos), Ásia 130.109 mortes (7.564.259 casos), Médio Oriente 43.430 mortes (1.861.008 casos), África 34.521 mortes (1.430.902 casos) e Oceânia 934 mortes (31.321 casos).

Links úteis

Mapa com os casos a nível global

  • Covid-19. Conselho de Ministros anuncia hoje novas medidas

    Coronavírus

    O Conselho de Ministros reúne-se para decretar "ações imediatas" de controlo da pandemia. O recolher obrigatório é uma das propostas apresentadas pelo Governo aos partidos esta 6ª feira. Os EUA ultrapassaram os 9 milhões de casos de Covid-19. Protestos violentos em vários países contra as medidas de combate à pandemia.

    Ao Minuto

    SIC Notícias